28 de fevereiro é o Dia Internacional de Combate às LER/Dort

28.02.2023

Postura inadequada e estresse estão entre as causas das doenças que atingem a saúde da categoria bancária Nesta terça-feira (28) é o Dia Internacional de Combate às Lesões por Esforços Repetitivos (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados do Trabalho (DORT). A data foi instituída pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), em 2000, sendo, portanto lembrada há […]

Postura inadequada e estresse estão entre as causas das doenças que atingem a saúde da categoria bancária

Nesta terça-feira (28) é o Dia Internacional de Combate às Lesões por Esforços Repetitivos (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados do Trabalho (DORT). A data foi instituída pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), em 2000, sendo, portanto lembrada há 23 anos. O objetivo é chamar a atenção para o adoecimento que cresce a cada ano entre os trabalhadores.

As Ler/Dort – lesões por esforços repetitivo/distúrbios osteomoleculares – são síndromes constituídas por um grupo de doenças (tendinite, bursite, mialgias etc.) fundamentalmente relacionadas ao trabalho. As doenças se caracterizam por dores crônicas que atingem principalmente os membros superiores (dedos, mãos, punhos, antebraços, ombros e braços), membros inferiores e coluna vertebral (pescoço, coluna torácica e lombar), decorrentes de sobrecarga do sistema musculoesquelético no trabalho.

Os problemas desencadeados como dor e inflamação alteram muitas vezes a capacidade funcional da região comprometida.

A prevalência da LER/Dort é maior no sexo feminino.

Causas
Entre as causas estão mecanismos de agressão, que vão desde esforços repetidos continuadamente ou que exigem muita força na sua execução, até vibração, postura inadequada e estresse.

As profissões de maior risco são as que envolvem pessoas que trabalham com computadores, em linhas de montagem e de produção ou operam britadeiras, assim como digitadores, músicos, esportistas, pessoas que fazem trabalhos manuais, entre outras.

A LER/Dort é considerada uma doença crônica, invisível e muitas vezes irreversível.

“Em geral, por medo de serem demitidos, muitos bancários escondem a doença. Trabalhar doente só agrava a situação. A conscientização e a busca por um médico especialista o quanto antes são essenciais, principalmente no ambiente bancário, onde há constante esforço repetitivo”, explica Gustavo Frias, representante da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) na Mesa Temática de Saúde.

De acordo  com o representante, a cobrança de medidas preventivas e garantia de atenção aos portadores de lesões é pauta permanente do movimento sindical, assim como o direito à saúde e às condições mais dignas de trabalho.

Notícias Relacionadas

SANTANDER: Banco anuncia avanços em reunião com representantes dos funcionários

Negociações com a COE avança em medidas de benefício e capacitação O Santander anunciou nesta quinta-feira (22), durante a reunião com representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE) Santander, avanços em medidas que beneficiam os funcionários. O encontro ocorreu em formato híbrido e contou com a participação de representantes dos funcionários e do banco. […]

Leia mais

BB prioriza diversidade na expansão das Gepes

Mulheres, negros, indígenas e PcDs terão prioridade no programa que irá dobrar a rede de Gestão de Pessoas O Banco do Brasil anunciou, nesta quarta-feira (21), um programa de expansão da rede de Gestão de Pessoas (Gepes). Durante a reunião com membros da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), o banco […]

Leia mais

COE do Bradesco discute reestruturação no banco

 Sindicato expressa preocupação com direção futura da instituição financeira A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco se reuniu na última terça-feira (20), na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em São Paulo, para discutir a reestruturação anunciada pelo novo presidente do banco, Marcelo Noronha, em 7 de fevereiro, sem […]

Leia mais

Sindicatos filiados