32º Congresso Nacional do Brasil define plano de lutas

09.08.2021

Evento teve como tema “O BB que queremos para o futuro do Brasil” Bancárias e bancários do Banco do Brasil estiveram reunidos neste domingo (8) em um único objetivo, definir juntos os planos para “O BB que queremos para o futuro do Brasil “, tema central do evento nacional de 2021. Para isso, um plano […]

Evento teve como tema “O BB que queremos para o futuro do Brasil”

Bancárias e bancários do Banco do Brasil estiveram reunidos neste domingo (8) em um único objetivo, definir juntos os planos para “O BB que queremos para o futuro do Brasil “, tema central do evento nacional de 2021.

Para isso, um plano de atuação em defesa do banco e de seus direitos foi aprovado durante o 32º Congresso Nacional do Banco do Brasil. A programação incluiu a definição de seminários sobre a Caixa de Assistência dos funcionários (Cassi) específicos sobre saúde e previdência.

O congresso destacou também, a importância da união dos empregados em defesa do BB e dos demais bancos e empresas publicas, todos de acordo com o movimento sindical, alvos de ataque do governo Bolsonaro.

A resolução pela mobilização e participação nas atividades do Dia Nacional de Luta e Paralisações contra a PEC 32, também foram aprovadas durante a programação.
O dia de luta ficou definido para o próximo dia 18 de agosto.

Eixos do Congresso
O congresso foi dividido entre três eixos, sendo o primeiro sobre o tema Diversidade para construir um banco realmente do Brasil”, o segundo com a abordagem do tema “Retrato do Banco do Brasil nos últimos anos” e por fim, “O BB que queremos para o futuro”, terceiro e último eixo.


Elisa Ferreira, durante terceira mesa da programação

A representante da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, Elisa Ferreira, destacou durante sua participação na terceira mesa temática as convergências de interesses sociais e a importância do banco público para o futuro do País. “É essencial pensarmos sobre o Brasil que queremos. O que está sendo colocado em “xeque” é o liberarismo, a iniciativa privada e o livre mercado, e o produto claro do liberalismo é a exclusão social, a concentração de renda e a miséria, em contraposição, temos em pauta discussões essenciais em defesa do bem estar social e da busca por uma sociedade mais inclusiva e mais humanista. Para isso, é essencial entendermos a importância do Banco do Brasil como banco público e construirmos esse diálogo tão fundamental para o futuro do País”, defende a dirigente sindical.

Homenagem à Jeferson Boava

Jeferson Boava nasceu em Itatiba, São Paulo. Ingressou em 1989 no Banco Nossa Caixa, atual Banco do Brasil, foi membro do Comando Nacional dos Bancários e presidente da Feeb SP/MS de abril de 2020 a junho de 2021. Seu legado foi lembrado durante o 32º CNFBB, em uma homenagem preparada pelos companheiros e companheiras de luta sindical.

Um vídeo com depoimentos de dirigentes da base ressaltou a importância de Jeferson como liderança durante as tantas lutas dos trabalhadores.
“Promoveu mudanças e avanços, deixou sua passagem marcada. Tinha a capacidade de antecipar resultados e de prever as consequências de cada escolha e à característica de acolher a todos e de incentivar o crescimento dos colegas. No movimento sindical trabalhou muito pela unidade, tema central da nossa luta, construiu pontes e caminhos para essa unidade acontecer”, lembrou a companheira de luta, Elisa Ferreira.

Em vídeo, a representante da Feeb SP/MS destacou, ainda, fala de repúdio aos comportamentos do atual governo, a quem associa responsabilidade às milhares de mortes. “Somam-se mais de 550 mil brasileiros mortos pela pandemia, sem medo de errar mais da metade dessas mortes seria evitável. Foram as omissões e principalmente as ações deste governo que mataram meio milhão de brasileiros. A primeira tarefa é derrubá-lo. Precisamos transformar o luto em luta”, enfatizou Elisa.

Veja vídeo da homenagem

Correios
Ainda durante o Congresso foi destacada a moção em defesa da luta contra a privatização dos Correios. “Não apenas o Banco do Brasil, mas os demais bancos e as empresas públicas estão sob ataque. Um exemplo é a aprovação da privatização dos Correios nesta semana na Câmara dos Deputados”, ressaltou Fernanda Lopes, secretária de Juventude e representante da Contraf-CUT na Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB).

Saúde e previdência
A importância da aprovação sobre a realização de seminários sobre saúde e previdência também foi destacada. “É importante refletirmos sobre a Cassi e os plano de saúde e de previdência dos funcionários, que são muito afetados pelos ataques que estão sendo promovidos pelo governo federal, mas também pelas resoluções 23 e 25 da CGPAR (Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União)”, destacou João Fukunaga, coordenador da Comissão de Emrpesas dos Funcionários do Banco do Brasil.
 

Notícias Relacionadas

Bancários do Santander assinam Acordo Coletivo de Trabalho

Assinatura ocorreu na sede do Banco e contou com representantes dos bancários e dos bancos Bancários do banco Santander, representados pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander, assinaram nesta terça-feira (27), na sede do Banco, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários. A assinatura aconteceu na sede do Banco Santander, em São […]

Leia mais

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Sindicatos filiados