Após cobrança do movimento sindical, Santander reduz horário de atendimento

25.03.2021

Expediente será encerrado mais cedo, às 14h Na tarde de ontem (24), o banco Santander respondeu positivamente à solicitação dos funcionários e concordou com a redução do horário de expediente. As agências de todo o país devem funcionar das 9h às 14h. A medida entra em funcionamento em curto espaço de tempo com limite para […]

Expediente será encerrado mais cedo, às 14h

Na tarde de ontem (24), o banco Santander respondeu positivamente à solicitação dos funcionários e concordou com a redução do horário de expediente. As agências de todo o país devem funcionar das 9h às 14h. A medida entra em funcionamento em curto espaço de tempo com limite para até o próximo dia 28. De acordo com a Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, a mudança foi reivindicada pelos sindicatos desde o início da pandemia, sendo que a proposta inicial era para fechamento às 13h.

A representante da Feeb, Patrícia Bassanin, destaca a importância da alteração. “A mudança do horário de fechamento representa um avanço, principalmente neste momento agudo da pandemia de Covid-19. Sem falar que o Santander resistia em encerrar mais cedo o atendimento”.

13° salário
O banco anunciou ainda, a antecipação do pagamento integral do 13º salário para o dia 30 de abril. O mesmo ocorreu no ano passado. “O prazo para antecipar a primeira parcela era maio. Agora os funcionários receberão integralmente nesta nova data. Para aqueles que já receberam a primeira parcela em decorrência de férias, a segunda que era paga normalmente em novembro, também será adiantada”, explica Patrícia Brassanin.

Lockdown
O banco se comprometeu a cumprir os decretos municipais nas cidades que adotaram ou que venham a adotar o lockdown. Já nas cidades da base, o Sindicato irá fiscalizar o respeito aos decretos. “É muito importante a categoria estar atenta e denunciar possíveis descumprimentos da legislação para as suas bases sindicais”, pontua Patrícia.

Feriado
Com relação às cidades que anteciparam os feriados ou venham a antecipar, o banco definiu que as agências serão abertas com número mínimo de funcionários. “Neste caso as horas extras a serem registradas no Banco de Horas não serão pagas, mas compensadas em até seis meses”, destaca.
 

Notícias Relacionadas

Semana reforçou a conscientização sobre o combate às LER/Dort

A data chama atenção para duas doenças que têm relação direta com o trabalho e que atingem milhões de brasileiros Nesta semana, no dia 28 de fevereiro (última quarta-feira) foi o Dia Mundial de combate às Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort). A data foi escolhida pela Organização Internacional […]

Leia mais

COE e Itaú discutem revisões nos programas de remuneração

Durante a reunião foram apresentadas modificações nos programas. O movimento sindical deve elaborar contraproposta em breve  A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú realizou nesta quarta-feira (28), em São Paulo, uma reunião com a direção do banco para debater questões relacionadas à remuneração dos funcionários. Durante o encontro, o banco apresentou alterações nos […]

Leia mais

Trabalhadores discutem futuro da Fundação Itaú-Unibanco

Em seminário promovido pela Contraf-CUT e COE Itaú trabalhadores debateram caminhos para aumentar representatividade na gestão do fundo de pensão Trabalhadoras e trabalhadores associados à Fundação Itaú-Unibanco se reuniram, nesta quinta-feira (29), em um seminário organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú, […]

Leia mais

Sindicatos filiados