Após questionamento feito pela COE, Santander suspende ampliação no horário de atendimento

24.06.2021

Ofício encaminhado na tarde da última quarta-feira (23) aponta medida unilateral do banco Integrantes do COE Santander enviaram, na tarde de ontem (23) um ofício questionando a decisão unilateral do banco em estender o horário de atendimento gerencial até as 16h. A medida estava prevista para vigorar a partir de 1 de julho em todas […]

Ofício encaminhado na tarde da última quarta-feira (23) aponta medida unilateral do banco

Integrantes do COE Santander enviaram, na tarde de ontem (23) um ofício questionando a decisão unilateral do banco em estender o horário de atendimento gerencial até as 16h. A medida estava prevista para vigorar a partir de 1 de julho em todas as agências, mas foi interrompida sem tempo determinado.
O documento solicita, ainda, uma reunião para que o assunto seja tratado em conjunto com a categoria.

No entendimento da representante da FEEB-SP/MS, Patricia Bassanin, a extensão do horário aumentaria o risco de contaminação pelos funcionários e os principais problemas enfrentados nas agências, como filas e aglomerações, acontecem em razão da falta de trabalhadores nesses locais.

"A situação da pandemia, sobretudo no estado de São Paulo, ainda é muito crítica e ampliar a exposição desses profissionais nas agências pode agravar ainda mais. No momento, a decisão foi suspensa e esperamos uma reunião com o Santander para expor não só a opinião da categoria sobre os horários de atendimento, mas também reforçar que a formação de filas e aglomerações nos locais de atendimento acontecem muito por conta da defasagem de funcionários nas agências" afirma.

VacinaJá
A categoria, por meio dos sindicatos e federações vem buscando junto ao poder público em todas as esferas, a inclusão dos bancários como prioritários nos programas de imunização, em consonância com o que estabelece o decreto federal 10.282 de 20/03/2020, alterado pelo Decreto nº 10.329 de 28/04/20, o qual enquadra a atividade bancária como essencial.

Em maio, a Federação dos bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) solicitou a inclusão da categoria no Plano de Imunização estadual, por meio de ofício encaminhado ao secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, e ao presidente da Assembleia Legislativa, Cauê Macris.

Na última quinta-feira (17) a Câmara dos deputados votou o projeto que inclui os bancários como prioridade no Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19. O texto segue para aprovação definitiva no Senado.

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados