Bancários aprovam minuta de reivindicações da Campanha Nacional 2024

14.06.2024

Documento, que servirá de base à renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, será entregue à Fenaban no próximo dia 18 Bancárias e bancários, de todo o Brasil, aprovaram, em assembleias realizadas nesta quinta-feira (13), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva […]

Documento, que servirá de base à renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, será entregue à Fenaban no próximo dia 18

Bancárias e bancários, de todo o Brasil, aprovaram, em assembleias realizadas nesta quinta-feira (13), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. O documento, que teve o índice de aprovação superior a 95%, será, oficialmente, entregue pelo Comando Nacional dos Bancários à Federação Nacional do Bancos (Fenaban) na próxima terça-feira (18).

“A aprovação da minuta de reivindicações com mais de 95% de aceitação demonstra a força e a unidade dos bancários em todo o Brasil. Estamos preparados para lutar por nossos direitos e avançar em novas conquistas”, destaca David Zaia, presidente da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS).


A minuta de reivindicações é construída de forma coletiva e visa garantir a ampla representatividade da categoria. As propostas resultam das discussões feitas em conferências estaduais e regionais, em todo o país, e também com base na Consulta Nacional da categoria que, neste ano, contou com a participação de 46.824 respondentes, sendo que, desse total, 28% não associados aos sindicatos da categoria. O documento também foi aprovado durante a 26ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro.

“É essencial que continuemos unidos para garantir não apenas a manutenção das cláusulas já conquistadas, mas também para buscar novos direitos. A construção coletiva da minuta reflete a representatividade de nossa categoria”, completou David.

Confira a seguir os eixos da pauta de reivindicações aprovados na 26ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro:

•Aumento real de 5% (inflação + 5%), PLR maior e ampliação de direitos
•Fim do assédio e dos instrumentos adoecedores na cobrança de metas
•Representação de todos os trabalhadores do ramo financeiro
•Defesa dos empregos, considerando os avanços tecnológicos no trabalho bancário
•Redução da taxa de juros para induzir o crescimento econômico e geração de emprego e renda
•Reforma tributária: tributar os super ricos e ampliar a isenção do IR na PLR
•Fortalecimento das entidades sindicais e da negociação coletiva
•Ampliação da sindicalização
•Fortalecimento do debate sobre a importância das eleições de 2024 para a classe trabalhadora na defesa de seus direitos e da democracia: eleger candidatos e candidatas que tenham compromisso com as pautas dos trabalhadores

 

Notícias Relacionadas

Financiários exigem fim de terceirizações e formalização do teletrabalho no setor

Movimento sindical também denunciou o aumento de contratações de correspondentes bancários, repassando os serviços para empresas que não cobrem os mesmos direitos reivindicados pela categoria Representantes dos trabalhadores financiários realizaram, nesta terça-feira (16), mais uma rodada da mesa de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), desta vez, para […]

Leia mais

COE Santander reitera defesa dos direitos dos empregados durante negociação com o banco

A garantia do emprego foi um dos principais temas reivindicados A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander deu início às negociações do acordo específico com o banco, na tarde desta terça-feira (16). A defesa dos direitos dos trabalhadores e a garantia do empregos foram os principais temas debatidos. O movimento sindical cobrou o […]

Leia mais

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12), e tema será tratado durante período de renovação da CCT. O Banco do Brasil se comprometeu a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024 e a negociar a pauta durante o […]

Leia mais

Sindicatos filiados