Bancários do Itaú sofrem discriminação

03.09.2021

Constrangimentos, exposições em reuniões e chacotas estão entre as denúncias De acordo com denúncias feitas por trabalhadores com mais tempo de banco, tem sido cada vez mais comum se deparar bancários, entre eles, departamentos e agências, com situações que envolvem discriminação aos funcionários mais velhos. Os relatos foram incluídos por trabalhadores desligados, nas justificativas dos […]

Constrangimentos, exposições em reuniões e chacotas estão entre as denúncias

De acordo com denúncias feitas por trabalhadores com mais tempo de banco, tem sido cada vez mais comum se deparar bancários, entre eles, departamentos e agências, com situações que envolvem discriminação aos funcionários mais velhos. Os relatos foram incluídos por trabalhadores desligados, nas justificativas dos processos de Comissão de Conciliação Voluntária (CCV), com pedidos de indenização por assédio moral e danos morais, em razão de constrangimentos, exposições em reuniões e até chacotas feitas por parte de gestores. As denúncias são recebidas também por sindicatos de todo o país. Entre os relatos, as humilhações são feitas pelos gestores à funcionários mais velhos.

Nos últimos anos, o Itaú tem passado por constantes mudanças, novos projetos, reestruturações, como o programa GERA e o projeto Itaú 2030. Por conta disso tudo, o banco deixa claro que está em busca de um novo perfil de funcionário. Segundo o banco, a missão é aprofundar a transformação digital no Itaú e renovar a cultura da instituição financeira. O “banco do futuro” foi apresentado em reunião entre o Comando Nacional dos Bancários e os representantes dos sindicatos, no dia 25 de agosto. De acordo com o CEO da Área de Pessoas, no novo modelo “não há espaço para discriminação, há pela diversidade e mudança de cultura.”

“Temos acompanhado as situações e as novas denúncias serão levadas ao banco para que providências sejam tomadas. É inadmissível que esse tipo conduta seja permitida. São locais que deveriam ser os primeiros a agregar e não o contrário, desligando quem mais trabalhou pela história da instituição financeira”, diz o secretário geral da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, Reginaldo Breda.

 

Notícias Relacionadas

Caixa terá processo seletivo para a escolha dos diretores da FUNCEF

Inscrições já foram iniciadas e seguem até a próxima quinta-feira (9/2) Os cargos de diretor-presidente e diretor de Investimentos e Participações Societárias e Imobiliárias da Fundação dos Economiários Federais (FUNCEF) serão escolhidos por meio de processo seletivo. O anúncio foi feito em edital publicado pela Caixa. As inscrições tiveram início na última sexta-feira (3/2) e […]

Leia mais

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Sindicatos filiados