Bancários do Santander assinam Acordo Coletivo de Trabalho

27.09.2022

Assinatura ocorreu na sede do Banco e contou com representantes dos bancários e dos bancos Bancários do banco Santander, representados pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander, assinaram nesta terça-feira (27), na sede do Banco, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários. A assinatura aconteceu na sede do Banco Santander, em São […]

Assinatura ocorreu na sede do Banco e contou com representantes dos bancários e dos bancos

Bancários do banco Santander, representados pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander, assinaram nesta terça-feira (27), na sede do Banco, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários. A assinatura aconteceu na sede do Banco Santander, em São Paulo.

Assinatura dos Acordos – Patrícia Bassanin e David Zaia

 

 

“Hoje é um dia muito feliz. Estivemos ao longo de todos esses meses debatendo as nossas pautas principais e as nossas prioridades. Persistimos na manutenção do Acordo e conseguimos avanços especialmente para as mulheres, além da nossa prioridade que era a remoção da compensação da PLR no programa próprio. Saímos vitoriosos e agradecemos o apoio de cada um”, destaca Patrícia Bassanin, representante da Feeb na COE Santander. 

Patrícia Bassanin (Representante Feeb SP/MS – Coe Santander), Fabiana Ribeiro (Supervisora RH Santander), David Zaia (presidente Feeb SP/MS) e Elita Ariaz (vice-presidente RH Santander)

Além da ACT foram assinados o aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e o Termo de Relações Laborais do Banco. 

Assinatura dos Acordos – Fabiana Ribeiro, Patrícia Bassanin e David Zaia

Entre os benefícios presentes nos documentos estão: Extensão do período de amamentação de nove para 12 meses podendo ser usufruído pelo pai ou pela mãe; Inclusão de cláusula de repúdio à violência contra a mulher onde o banco se compromete a apoiar bancárias vítimas de violência; Termo de relações laborais para prevenir e coibir o assédio moral e sexual; Manutenção do pagamento de PLR e Programa Próprio sem compensação de um pelo outro; Aumento de um para três dias para acompanhamento de filhos adoecidos; Reajuste no valor da bolsa de estudos; As pautas financeiras incluem pagamento da PPRS reajustado em 2022 em 8% que será pago em fevereiro de 2023 em parcela única no valor de R$ 3.355,73; Em fevereiro de 2024, será pago o valor reajustado pelo INPC do período, mais 0,5%; Estão mantidas as faixas de renda do PPRS – o banco queria subir de 13% para 16%; de 13% a 23% para 16% a 26% e acima de 23% para 26%.

Representantes da COE Santander e representantes do Banco

“Após um longo processo de negociação chegamos à fase final com a assinatura do acordo, aprovado recentemente por mais de 97% dos funcionários. A somatória dos avanços, garantias de direitos e conquistas é resultado da Campanha Nacional, iniciada a partir de percepções do dia-a- dia dos bancários, que ganham força e proporção nacional, um processo essencial para a manutencao dos direitos e da democracia da categoria”, conclui David Zaia, presidente da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Notícias Relacionadas

Dia Mundial de Combate à Aids

O dia 1º de dezembro é o Dia Mundial  de Combate à Aids. A data foi escolhida pela Organização Mundial de Saúde e é celebrada anualmente desde 1988 no Brasil, um ano após a Assembleia Mundial de Saúde que fixou a data de comemoração. O objetivo da data é conscientizar as pessoas para o problema, acabar […]

Leia mais

Caixa propõe usar GDP na Promoção por Mérito

Na terceira rodada de negociação, Caixa rejeita proposta apresentada pelos representantes dos empregados e insiste na utilização da GDP O Grupo de Trabalho (GT) sobre Promoção por Mérito na Caixa Federal se reuniu ontem (29) com representantes do banco para a terceira reunião sobre o tema. A primeira ocorreu no último dia 10 e a […]

Leia mais

Vitória da Categoria: PL 1043 é retirado da pauta de votação

Projeto de Lei que autoriza a abertura das agências e o trabalho bancário aos sábados, domingos e feriados foi retirado da pauta de votação na CDC da Câmara dos Deputados; pressão da categoria foi fundamental O Projeto de Lei 1.043/2019, que autoriza a abertura de agências e o trabalho bancário aos sábados domingos e feriados foi […]

Leia mais

Sindicatos filiados