Bancários do Santander paralisam serviços e protestam nas redes sociais por negociação

29.03.2022

Ato contou com ampla participação dos sindicatos filiados à Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul Com o objetivo de fortalecer a luta em defesa dos bancários e dar visibilidade nacional à postura que o Banco Santander tem adotado perante os empregados e seus representantes, o movimento sindical realizou nesta terça-feira […]

Ato contou com ampla participação dos sindicatos filiados à Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul

Com o objetivo de fortalecer a luta em defesa dos bancários e dar visibilidade nacional à postura que o Banco Santander tem adotado perante os empregados e seus representantes, o movimento sindical realizou nesta terça-feira (29), um ato em protesto em inúmeras cidades do país. A mobilização contou com a suspensão dos serviços e distribuição de material informativo. Além dos atos presenciais, a exigência por negociação foi amplamente reforçada pelos canais digitais da Federação dos Bancários, sindicatos e representantes, por meio da utilização de conteúdos exclusivos com o uso da hashtag #NegociaSantander.

Imagem: Júlio César Costa – Bancários de Campinas 

Agências Bancárias das cidades de Campinas, São José dos Campos, Rio Claro, Jaú, Votuporanga, Ribeirão Preto, Presidente Venceslau, Araçatuba Ponta Porã, Piracicaba, entre outras, foram paralisadas e contaram com a presença da representação bancária.

Rogério Novaes – Bancários Ribeirão Preto

Para a categoria, o banco espanhol tem retrocedido ao implantar sem negociar, medidas de ampliação ao horário de atendimento, contratação de terceiros, implantação de metas abusivas, entre outras.

De acordo com a representação dos bancários, a postura do banco não condiz com a imagem que a instituição busca transmitir, a de inovação.

“A falta de comunicação com os sindicatos fere o acordo com a categoria, prejudica o bancário e o próprio banco, que a cada medida tomada sem negociação, perde credibilidade e confiança na relação com os empregados e representantes”, explica Patrícia Bassanin, representante da Feeb SP/MS, na Comissão de Organização dos Empregados do Santander.

A mobilização reforçou ainda a defesa da categoria por mais contratação, melhores condições e redução da sobrecarga de trabalho.

 

Notícias Relacionadas

Caixa terá processo seletivo para a escolha dos diretores da FUNCEF

Inscrições já foram iniciadas e seguem até a próxima quinta-feira (9/2) Os cargos de diretor-presidente e diretor de Investimentos e Participações Societárias e Imobiliárias da Fundação dos Economiários Federais (FUNCEF) serão escolhidos por meio de processo seletivo. O anúncio foi feito em edital publicado pela Caixa. As inscrições tiveram início na última sexta-feira (3/2) e […]

Leia mais

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Sindicatos filiados