Banco Mercantil: Propostas de acordos sobre PLR, bolsa de estudo e jornada de trabalho são aprovadas pelos bancários

02.07.2021

A FEEB-SP/MS orientou pela aprovação dos acordos. Assembleias foram realizadas nos dias 29 e 30 de junho Em assembleia realizada nos últimos dias 29 e 30 de junho, bancários do Banco Mercantil do Brasil (BMB) aprovaram os acordos de programas próprios de PLR, bolsa- educação e ponto eletrônico. Confira o teor dos acordos: PLR O […]

A FEEB-SP/MS orientou pela aprovação dos acordos. Assembleias foram realizadas nos dias 29 e 30 de junho

Em assembleia realizada nos últimos dias 29 e 30 de junho, bancários do Banco Mercantil do Brasil (BMB) aprovaram os acordos de programas próprios de PLR, bolsa- educação e ponto eletrônico.

Confira o teor dos acordos:

PLR
O Acordo Coletivo de Trabalho do Programa Próprio de PLR de 2021 tem vigência entre 1 de janeiro de 2021 até 31 de dezembro do mesmo ano. Houve avanços em diversos pontos na negociação da PLR. O movimento sindical conquistou a redução de R$ 12,5 milhões na meta anual de lucro líquido a ser atingido, que baixou de R$ 250 milhões para R$ 237,5 milhões. Com a proposta da representação dos trabalhadores de gatilho de 80% da meta atingida, os bancários do Mercantil do Brasil passam a receber a partir da obtenção de lucro de R$ 190 milhões, que representa uma meta de crescimento de 26% do lucro em relação ao obtido no ano passado.

Também foi conquistado o aumento no limite dos múltiplos salariais dos escriturários de agências, em torno de mil funcionários, que passa de 1,7 salário para 2 salários em caso de cumprimento das metas do acordo próprio de PLR.

Outro avanço foi a inserção de cláusula sobre o não desconto do programa próprio sobre o adicional de PLR estipulado pela Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos bancários.

A cláusula décima também foi alterada. o item trata sobre revisão anual do acordo e passa a contar com maior periodicidade de reuniões entre a empresa e a representação dos trabalhadores para ajustes necessários devido às incertezas decorrentes da Covid-19.

Auxílio-Educação

Em relação ao programa de auxílio educacional, o banco aumentou o limite e o valor das bolsas para o ano de 2021. Anteriormente, eram 100 bolsas de R$ 250. Essa quantidade passa, agora, para 120 bolsas de R$ 280. Os bancários contemplados terão direito a doze parcelas por ano.

Controle da jornada
Sobre o acordo de controle alternativo de jornada/ponto eletrônico, não traz prejuízos aos trabalhadores e permite que haja controle da jornada em home office. O ACT sobre Sistema Eletrônico Alternativo de Controle de Jornada de Trabalho tem vigência de dois anos contados de sua assinatura.

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados