BB recua e volta a contratar concursados

23.10.2012

O Banco do Brasil informou a Contraf-CUT, em comunicado emitido no último dia 15, que “as convocações e posses de concursados estão em seu curso normal”. Apesar de tentar passar a ideia de normalidade, a resposta do BB é um recuo depois da cobrança feita pela Contraf que, em ofício datado de 11 de outubro, […]

O Banco do Brasil informou a Contraf-CUT, em comunicado emitido no último dia 15, que “as convocações e posses de concursados estão em seu curso normal”. Apesar de tentar passar a ideia de normalidade, a resposta do BB é um recuo depois da cobrança feita pela Contraf que, em ofício datado de 11 de outubro, pede explicação sobre a suspensão das contratações, anunciada no dia que os sindicatos assinaram o aditivo à Convenção Coletiva de trabalho (CCT).

Em comunicado interno, datado de quatro de outubro, o BB explicita que “…foram suspensas as convocações e eventos de posse de novos funcionários, incluindo os que estão em processo de qualificação, bem como os que já estavam com data de posse agendada, em decorrência de razões administrativas do banco, até 31/12/2012”.

Para o presidente do Sindicato e integrante da Comissão de Empresa dos Funcionários (CEE), Jeferson Boava, “a intensão do BB estava bastante clara no comunicado interno. A cobrança da Contraf impôs um recuo. Porém, nada ainda está ‘normal’. Queremos que o Banco siga seu fluxo de trabalho, evidente. Porém que convoque os concursados neste ano. Vamos acompanhar de perto. Aliás, além do comunicado interno, o Sindicato foi indagado sobre o problema e remeteu ao coordenador da CEE, William Mendes”. Jeferson destaca ainda que as novas contratações são fundamentais para melhorar as condições de trabalho dentro do BB. “Principalmente neste momento de expansão do crédito, captação anunciada de três milhões de novos clientes, programa Bompratodos e redução do número de caixas em função da implantação da Plataforma de Suporte Operacional (PSO). Hoje o ritmo de trabalho é intenso e altamente prejudicial aos funcionários e a qualidade do atendimento”.

 

Notícias Relacionadas

Saúde, segurança, metas e violência contra as mulheres pautam reunião das Financeiras

Coletivo Nacional dos Financiários e Acrefi voltam à mesa de negociação pela Campanha Nacional 2024 Na tarde desta sexta-feira (19), o Coletivo Nacional dos Financiários da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) realizou mais uma rodada de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi). A pauta do […]

Leia mais

Quarta mesa de negociação do BB discute diversidade e igualdade de oportunidades

Para Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Banco do Brasil deu sinais de avanços importantes na reunião Na manhã desta sexta-feira (19), em São Paulo, foi realizada a quarta mesa de negociação específica da Campanha Nacional 2024 para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do Banco do Brasil. A pauta principal […]

Leia mais

CEE Caixa realiza nova rodada de negociações focada em diversidade e igualdade de oportunidades

Além de diversidade e igualdade, foram discutidos temas como FUNCEF, escala de férias, telefone celular e escola inclusiva A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal conduziu nesta sexta-feira (19) mais uma mesa de negociação para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) dos empregados da instituição. O tema central da discussão […]

Leia mais

Sindicatos filiados