Bradesco paga PLR dia 22 de setembro e 13ª cesta e no dia 10 de outubro

18.09.2023

Reajustes dos vales refeição e alimentação também estão previstos para serem pagos no dia 10 de outubro Na próxima sexta-feira, dia 22 de setembro, será a vez dos bancários do Bradesco receberem a Participação nos Lucros e Resultados (PLR). A antecipação atende à reivindicação do movimento sindical. O banco informou, também, a antecipação do pagamento […]

Reajustes dos vales refeição e alimentação também estão previstos para serem pagos no dia 10 de outubro

Na próxima sexta-feira, dia 22 de setembro, será a vez dos bancários do Bradesco receberem a Participação nos Lucros e Resultados (PLR). A antecipação atende à reivindicação do movimento sindical. O banco informou, também, a antecipação do pagamento da 13ª cesta alimentação, assim como dos reajustes dos vales alimentação e refeição (VAs e VRs), programados para serem pagos no dia 10 de outubro.

 

“Essa é mais uma conquista do movimento sindical, após a publicação do balanço do banco enviamos ofício solicitando a antecipação do pagamento  da PLR e da 13ª cesta”, comenta Edilson da Silva Julian, representante da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB SP/MS).

A PLR e a 13ª cesta de alimentação somam as conquistas do movimento sindical ao trabalhador e são asseguradas pelo Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

Entenda

Conforme a Convenção Coletiva de Trabalho da Categoria (CCT), o valor da antecipação da PLR é composto por uma parcela correspondente à “Regra Básica” e uma “Parcela Adicional”. Pela “Regra Básica”, será pago o valor correspondente a 54% do salário-base mais verbas fixas de natureza salarial, vigentes no dia 1º de setembro de 2022, além do valor fixo, tudo corrigido pelo INPC de setembro de 2022 a agosto de 2023, mais aumento real de 0,5%. O valor tem um teto, que também será corrigido segundo o mesmo índice.

Pela “Parcela Adicional”, o valor será determinado pela divisão em partes iguais entre os funcionários elegíveis, de acordo com as regras da CCT, do equivalente a 2,2% do lucro líquido do banco apurado no 1º semestre de 2023. Na parcela adicional também existe um limite que deve ser corrigido.

Notícias Relacionadas

Financiários começam a debater cláusulas econômicas

Representantes dos trabalhadores defenderam índices reivindicados na pauta entregue no começo da Campanha Nacional O Coletivo Nacional dos Financiários realizou mais uma rodada de negociações da Campanha Nacional 2024 com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), na manhã desta terça-feira (23), em São Paulo. Este foi o primeiro encontro que […]

Leia mais

Saúde, segurança, metas e violência contra as mulheres pautam reunião das Financeiras

Coletivo Nacional dos Financiários e Acrefi voltam à mesa de negociação pela Campanha Nacional 2024 Na tarde desta sexta-feira (19), o Coletivo Nacional dos Financiários da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) realizou mais uma rodada de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi). A pauta do […]

Leia mais

Quarta mesa de negociação do BB discute diversidade e igualdade de oportunidades

Para Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Banco do Brasil deu sinais de avanços importantes na reunião Na manhã desta sexta-feira (19), em São Paulo, foi realizada a quarta mesa de negociação específica da Campanha Nacional 2024 para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do Banco do Brasil. A pauta principal […]

Leia mais

Sindicatos filiados