Caixa Federal adia debate sobre melhorias na promoção por mérito

29.04.2016

Frustrante! Assim pode ser definida a reunião desta quinta-feira (28), em Brasília (DF), que discutiria melhorias na promoção por mérito. Isso porque, ao contrário do que estava previsto, o Banco não apresentou os dados solicitados sobre a sistemática aplicada no ano passado. A posição foi duramente criticada pelos representantes dos trabalhadores, que querem saber os […]

Frustrante! Assim pode ser definida a reunião desta quinta-feira (28), em Brasília (DF), que discutiria melhorias na promoção por mérito. Isso porque, ao contrário do que estava previsto, o Banco não apresentou os dados solicitados sobre a sistemática aplicada no ano passado. A posição foi duramente criticada pelos representantes dos trabalhadores, que querem saber os motivos do grande número dos empregados não terem recebido nenhum delta em 2016. “Completo desrespeito da Caixa Federal”, destaca o representante da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, Gabriel Musso.

Sistemática anterior

No ano passado, 91.928 de um universo de 97.462 trabalhadores do Banco eram promovíveis, dos quais 63.520 (69,1%) receberam um delta este ano e 14.991 (16,3%) foram contemplados com dois deltas. Os que não alcançaram promoção chegaram a 13.417 empregados (14,6%).

Em 2015, houve a garantia de um delta com 40 pontos, 10 a menos que em 2014. Os critérios objetivos foram assim distribuídos: 20 pontos pela conclusão de 30 horas anuais de módulos da Universidade Caixa, cinco pontos pela participação no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) e 15 pontos para a frequência medida pelo Sistema de Ponto Eletrônico (Sipon). Também foram considerados critérios subjetivos, com a garantia de até 20 pontos. Houve ainda extra de 10 pontos para iniciativa de autodesenvolvimento.

Representantes dos empregados

A bancada dos trabalhadores que trata das questões da promoção por mérito é composta por Genésio Cardoso (Fetec/PR), Leonardo dos Santos Quadros (Fetec/SP), Gabriel Musso de Almeida Pinto (Feeb/SP-MS), Vanessa Sobreira Pereira (Seeb/DF), Wandeir Souza Severo (Fetec/Centro-Norte) e Túlio Roberto Nogueira (Seeb/CE).

Fonte: Agência Fenae

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados