Caixa Federal nega isonomia

09.10.2020

A diretoria da Caixa Federal adotou o mesmo discurso da Fenaban, na segunda rodada de negociação da pauta específica, realizada na última sexta-feira, dia 10. Ou seja, só abriu a boca para dizer “não”. A começar pela isonomia de direitos entre os empregados novos e antigos. “Para a Caixa Federal a isonomia só será aplicada […]

A diretoria da Caixa Federal adotou o mesmo discurso da Fenaban, na segunda rodada de negociação da pauta específica, realizada na última sexta-feira, dia 10. Ou seja, só abriu a boca para dizer “não”. A começar pela isonomia de direitos entre os empregados novos e antigos. “Para a Caixa Federal a isonomia só será aplicada se o projeto de lei nº 6259/2005, em tramitação no Congresso, virar lei”, destaca Gabriel Musso, diretor do Sindicato de Campinas que participou da rodada como representante da Federação dos Bancários de SP e MS.
 
No que se refere à Carreira, outro ponto da pauta, a Caixa remeteu a discussão à mesa permanente de negociação. Porém, aceita discutir as distorções no PFG (Plano de Funções Gratificadas), PSI (Processo Seletivo Interno) e jornada.  Quanto à segurança, apresentou alguns avanços. Informou que os biombos entre público e caixas, e vidros de proteção nos guichês de caixas e penhor, conforme consensuados no GT de Segurança Bancária, serão contemplados pelo novo modelo de atendimento (Peate). Ao final da rodada, o Comando reiterou a imediata promoção por merecimento e o pagamento de tíquetes para os aposentados.
 
Rodada dia 17 – Nesta sexta-feira, dia 17, o Comando e a Caixa Federal voltam a negociar. Em pauta, remuneração e correspondente bancário.
 
FEEB SP MS com informações do SEEB Campinas

Notícias Relacionadas

COE Santander dialoga sobre Igualdade de Oportunidades com o banco

Movimento sindical aguarda data para debate sobre LGBTQIAP+ e combate ao assédio sexual  Representantes da Comissão de Organização dos Empregados do Santander (COE) se reuniram nesta quarta-feira (31) com o banco  para mais um diálogo sobre o tema Igualdade de Oportunidades. A pauta amplamente defendida pelo movimento sindical faz parte da Convenção Coletiva de Trabalho […]

Leia mais

Combate ao assédio e GDP são temas de reunião entre Sindicatos dos Bancários e representantes do BB

Dirigentes sindicais propõem suspensão do descomissionamento por avaliação     A Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), formada por dirigentes sindicais, se reuniu nesta terça-feira (30) com representantes do banco. A reunião ocorreu em formato virtual e tratou de temas como combate ao assédio e avaliação da Gestão de Desempenho Profissional (GDP). […]

Leia mais

TRF1 suspende liminar que afastou presidente da Previ

Desembargador atesta legalidade e capacidade técnica da Previc, entidade pública responsável por gerenciar as operadoras de previdência privada no país e que habilitou João Fukunaga a exercer o cargo O desembargador federal Rafael Paulo Soares Pinto, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), derrubou, no início da noite desta segunda-feira (29), a liminar que […]

Leia mais

Sindicatos filiados