Caixa Federal nega isonomia

09.10.2020

A diretoria da Caixa Federal adotou o mesmo discurso da Fenaban, na segunda rodada de negociação da pauta específica, realizada na última sexta-feira, dia 10. Ou seja, só abriu a boca para dizer “não”. A começar pela isonomia de direitos entre os empregados novos e antigos. “Para a Caixa Federal a isonomia só será aplicada […]

A diretoria da Caixa Federal adotou o mesmo discurso da Fenaban, na segunda rodada de negociação da pauta específica, realizada na última sexta-feira, dia 10. Ou seja, só abriu a boca para dizer “não”. A começar pela isonomia de direitos entre os empregados novos e antigos. “Para a Caixa Federal a isonomia só será aplicada se o projeto de lei nº 6259/2005, em tramitação no Congresso, virar lei”, destaca Gabriel Musso, diretor do Sindicato de Campinas que participou da rodada como representante da Federação dos Bancários de SP e MS.
 
No que se refere à Carreira, outro ponto da pauta, a Caixa remeteu a discussão à mesa permanente de negociação. Porém, aceita discutir as distorções no PFG (Plano de Funções Gratificadas), PSI (Processo Seletivo Interno) e jornada.  Quanto à segurança, apresentou alguns avanços. Informou que os biombos entre público e caixas, e vidros de proteção nos guichês de caixas e penhor, conforme consensuados no GT de Segurança Bancária, serão contemplados pelo novo modelo de atendimento (Peate). Ao final da rodada, o Comando reiterou a imediata promoção por merecimento e o pagamento de tíquetes para os aposentados.
 
Rodada dia 17 – Nesta sexta-feira, dia 17, o Comando e a Caixa Federal voltam a negociar. Em pauta, remuneração e correspondente bancário.
 
FEEB SP MS com informações do SEEB Campinas

Notícias Relacionadas

Saúde, segurança, metas e violência contra as mulheres pautam reunião das Financeiras

Coletivo Nacional dos Financiários e Acrefi voltam à mesa de negociação pela Campanha Nacional 2024 Na tarde desta sexta-feira (19), o Coletivo Nacional dos Financiários da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) realizou mais uma rodada de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi). A pauta do […]

Leia mais

Quarta mesa de negociação do BB discute diversidade e igualdade de oportunidades

Para Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Banco do Brasil deu sinais de avanços importantes na reunião Na manhã desta sexta-feira (19), em São Paulo, foi realizada a quarta mesa de negociação específica da Campanha Nacional 2024 para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do Banco do Brasil. A pauta principal […]

Leia mais

CEE Caixa realiza nova rodada de negociações focada em diversidade e igualdade de oportunidades

Além de diversidade e igualdade, foram discutidos temas como FUNCEF, escala de férias, telefone celular e escola inclusiva A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal conduziu nesta sexta-feira (19) mais uma mesa de negociação para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) dos empregados da instituição. O tema central da discussão […]

Leia mais

Sindicatos filiados