Campanha Nacional: Bancários cobram aumento de espaço para pessoas com deficiência

08.07.2022

Reivindicação foi feita durante a última negociação entre o Comando Nacional e a Federação Nacional dos Bancos Durante a mais recente  rodada de negociação da Campanha Nacional 2022 realizada na quarta-feira (6), os representantes da categoria cobraram da Federação Nacional dos Bancos o aumento de espaço para pessoas com deficiência no setor bancário. A reunião […]

Durante a mais recente  rodada de negociação da Campanha Nacional 2022 realizada na quarta-feira (6), os representantes da categoria cobraram da Federação Nacional dos Bancos o aumento de espaço para pessoas com deficiência no setor bancário. A reunião teve como tema a Igualdade e Oportunidades. Além de enfatizar o combate ao assédio sexual, o encontro foi marcado, também, pela defesa do combate à discriminação de pessoas com deficiência (PCD).

Conforme determinado pela legislação, empresas com mais de mil empregados, como os bancos, precisam ter pelo menos 5% de PCDs em seus quadros. De acordo com dados mais recentes da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), de 2019, apresentados na reunião em estudo do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o índice chegava a apenas 3,4% da categoria, ou 15.568 empregados.

“Além de combater todo tipo de discriminação, o setor bancário tem que estar preparado para incluir pessoas com deficiência e reduzir as desigualdades no mercado de trabalho”, disse Reginaldo Breda, secretário geral da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Entre as ações necessárias para o cumprimento das cláusulas específicas relacionadas aos bancários com deficiência, estão cursos de formação, conhecimento de Libras por pelo menos um funcionário por setor, promoção de acessibilidade universal, subsídio a aquisição de equipamentos (cadeiras de roda, muletas, prótese, bengala, óculos, aparelho auditivo, órteses) e a concessão de transporte especial e de financiamento de veículo.

Negociações

As negociações seguem até 11 de agosto, quando a comissão da Fenaban levará aos bancos as propostas do Comando Nacional dos Bancários. Ao término das negociações será apresentada uma proposta global, com todos os temas discutidos.

Confira o calendário de reuniões

Sexta-feira, 22 de julho: Cláusulas Sociais e Teletrabalho
Quinta-feira, 28 de julho: Cláusulas Sociais e Segurança Bancária
Segunda-feira, 1º de agosto: Saúde e Condições de Trabalho
Quarta-feira, 3 de agosto: Cláusulas Econômicas
Quinta-feira, 11 de agosto: Continuação das Cláusulas Econômicas

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados