Campanha Nacional: Bancários definem temas das próximas negociações com os bancos

22.06.2022

Demissão em massa pelo Mercantil do Brasil no Rio de Janeiro; abono do banco de horas negativas e retirada de pauta do PL 1043/2019, também foram pautas do primeiro dia de negociação O Comando Nacional dos Bancários definiu nesta quarta-feira (22), os temas das reuniões de negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Os […]

Demissão em massa pelo Mercantil do Brasil no Rio de Janeiro; abono do banco de horas negativas e retirada de pauta do PL 1043/2019, também foram pautas do primeiro dia de negociação

O Comando Nacional dos Bancários definiu nesta quarta-feira (22), os temas das reuniões de negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

Os temas incluem as reivindicações da categoria. De acordo com os bancários, sintetizá-los por datas contribui com a organização e a agilidade das negociações.

“É importante que nesta fase a categoria se mostre engajada para o fortalecimento das negociações. Sabemos dos desafios, mas por meio do diálogo democrático ocorrido nas regiões, estados e nacionalmente, foi possível chegar até aqui e desta forma, cientes da realidade do país e diante das necessidades e dificuldades do trabalhador, vamos continuar nossa defesa e luta em prol dos melhores resultados”, reforça Reginaldo Breda, secretário geral da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Outros temas

Durante o primeiro dia de negociação os bancários trataram, também, de questões como a demissão em massa pelo Mercantil do Brasil no Rio de Janeiro; o abono do banco de horas negativas, gerado em decorrência da pandemia; e a retirada de pauta do PL 1043/2019, que propõe a liberação da abertura de agências bancárias aos finais de semana.

A próxima reunião, programada para segunda-feira (27), tratará sobre o tema “Emprego e Terceirização”. Na sequência serão negociadas Cláusulas Sociais e Segurança Bancária; Cláusulas Sociais e Teletrabalho; Igualdade de Oportunidades; Saúde e Condições de Trabalho; e por fim, Cláusulas Econômicas (veja o calendário detalhado ao final do texto).

Banco de horas negativas

Antes de entrar na pauta definida para o dia, o Comando Nacional dos Bancários reivindicou o abono das horas negativas das pessoas com comorbidade para as quais o banco não conseguiu viabilizar o trabalho remoto durante a pandemia.

Em resposta, a Fenaban disse que se reunirá com os bancos para verificar o levantamento dos casos e discutir a proposta com cada um deles.

Demissões em massa

O Comando também lembrou sobre a recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) com relação à necessidade de negociações com os sindicatos antes de empresas promoverem demissões em massa. Sobre o encerramento das atividades do Banco Mercantil do Brasil no Rio de Janeiro, o Comando Nacional solicitou que a Fenaban intermedie junto ao BMB para que seja respeitada a decisão do Supremo.

De acordo com a Fenaban, uma reunião será agendada com o banco para tratar sobre o assunto e uma resposta será dada à representação da categoria até a manhã desta quinta-feira (23).

PL 1043/2019

O Comando Nacional dos Bancários também solicitou que os bancos trabalhem no sentido de retirar o Projeto de Lei 1043/2019, que propõe a liberação da abertura de agências bancárias aos finais de semana, da pauta de votação.

Calendário de negociações:

Segunda-feira, 27 de junho:
Emprego e Terceirização

Quarta-feira, 6 de julho:
Cláusulas sociais e segurança bancária

Sexta-feira, 22 de julho
Cláusulas sociais e teletrabalho

Quinta-feira, 28 de julho
Igualdade de oportunidades

Segunda-feira, 1 de agosto
Saúde e condições de trabalho

Quarta-feira, 3 de agosto
Cláusulas econômicas

Quinta-feira, 11 de agosto
Continuação das cláusulas econômicas

Notícias Relacionadas

Teletrabalho: CEE recusa proposta apresentada pelo banco

Proposta sobre teletrabalho retrocede e é prejudicial aos trabalhadores   A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal se reuniu ontem (16) com o banco para mais uma rodada de negociação. Na ocasião foi analisada a proposta sobre teletrabalho apresentada pelo Banco. Representantes dos trabalhadores recusaram a proposta e destacaram retrocesso e medidas […]

Leia mais

BB insiste em reduzir ciclos avaliatórios da GDP

Campanha Nacional O Banco do Brasil voltou a propor a redução dos ciclos avaliatórios da Gestão de Desempenho Profissional (GDP), durante a sétima rodada virtual de negociação da pauta específica com a Comissão de Empresa (CEBB), realizada nesta terça-feira, dia 16 de agosto. O banco quer apenas um ciclo avaliatório para descomissionar; o aditivo à […]

Leia mais

Financiários se reúnem com a Fenacrefi nesta quarta-feira (17)

Reunião será a primeira negociação da Campanha Nacional 2022 A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) participa nesta quarta-feira (17), junto com demais representantes dos financiários, da primeira negociação da Campanha Nacional 2022, com a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi). Inicialmente, […]

Leia mais

Sindicatos filiados