Campanha Nacional: Iniciadas as Negociações com a Caixa Econômica Federal

03.07.2024

  Empregados Cobram Fim das Funções por Minuto e Correção de Discrepâncias Salariais A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal iniciou nesta terça-feira (2) as negociações para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) dos empregados da instituição. A representação dos empregados ressaltou que a Caixa pode aumentar seus lucros mantendo […]

 

Empregados Cobram Fim das Funções por Minuto e Correção de Discrepâncias Salariais

A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal iniciou nesta terça-feira (2) as negociações para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) dos empregados da instituição.

A representação dos empregados ressaltou que a Caixa pode aumentar seus lucros mantendo sua característica principal de atender a população carente. Durante a negociação a CEE mencionou a situação atual em que diversas instituições financeiras oferecem serviços, principalmente na linha de crédito, devido à expulsão dos clientes das agências da Caixa para lotéricas e correspondentes bancários.

Função por Minuto

A Comissão cobrou o fim da designação de funções por minuto, prática que prejudica financeiramente os empregados e afeta sua progressão na carreira. De acordo com os bancários, empregados que exercem a mesma tarefa têm remunerações diferentes, prejudicando até a aposentadoria, o que gera um passivo trabalhista para o banco.

Equiparação Salarial

Foi solicitado que a Caixa equipare a remuneração de colegas que realizam tarefas semelhantes, mas que, devido a processos de reestruturação, recebem salários diferentes. Para os representantes, a Caixa precisa resolver as discrepâncias salariais geradas por processos anteriores antes de iniciar um novo.

Na minuta de reivindicações, os empregados pedem a criação de um grupo de trabalho para revisar os Planos de Funções Gratificadas e de Cargos e Salários, visando corrigir distorções.

Ascensão na Carreira

Os empregados reivindicam, ainda, a criação de um Grupo de Trabalho paritário para tratar dos parâmetros dos processos seletivos internos, com regras objetivas para garantir a transparência e a equidade de gênero e raça.

A necessidade de facilitar a realocação dos empregados e estabelecer regras claras para o descomissionamento, para evitar grandes quedas no rendimento, também foi destacada.

Contratações

Segundo levantamento do Dieese, a Caixa reduziu seu quadro de pessoal em 14.690 postos de trabalho desde 2014, enquanto o número de contas bancárias aumentou 175% no mesmo período.

Os afastamentos por questões de saúde relacionadas ao trabalho aumentaram de 401 em 2014 para 524 em 2022. A incidência de afastamentos na Caixa é quase o dobro da média nacional.

Programas de Avaliações de Desempenho

Os empregados solicitaram a negociação das regras dos programas de avaliações de desempenho, com um modelo de avaliação por múltiplas fontes, incluindo autoavaliação, avaliação pelos pares, subordinados e chefia imediata. Para os representantes o programa atual não resolve os problemas de avaliação e assédio moral.

“É essencial que a Caixa considere nossas propostas para corrigir as discrepâncias salariais e melhorar as condições de trabalho. Estamos determinados a buscar soluções que beneficiem tanto os empregados, quanto a instituição e a sociedade como um todo”, destacou Tesifon Quevedo Neto, representante da Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB SP/MS).

Calendário de Negociações

A Caixa propôs um calendário de negociações para a renovação do ACT. As reuniões ocorrerão nos dias seguintes às reuniões entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban. As datas são:

– 12 de julho
– 19 de julho
– 26 de julho
– 7 de agosto
– 14 de agosto
– 21 de agosto
– 28 de agosto

Feeb SP/MS, com informações Contraf Cut.

Notícias Relacionadas

Financiários exigem fim de terceirizações e formalização do teletrabalho no setor

Movimento sindical também denunciou o aumento de contratações de correspondentes bancários, repassando os serviços para empresas que não cobrem os mesmos direitos reivindicados pela categoria Representantes dos trabalhadores financiários realizaram, nesta terça-feira (16), mais uma rodada da mesa de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), desta vez, para […]

Leia mais

COE Santander reitera defesa dos direitos dos empregados durante negociação com o banco

A garantia do emprego foi um dos principais temas reivindicados A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander deu início às negociações do acordo específico com o banco, na tarde desta terça-feira (16). A defesa dos direitos dos trabalhadores e a garantia do empregos foram os principais temas debatidos. O movimento sindical cobrou o […]

Leia mais

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12), e tema será tratado durante período de renovação da CCT. O Banco do Brasil se comprometeu a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024 e a negociar a pauta durante o […]

Leia mais

Sindicatos filiados