Campanha Salarial 2024: CONTEC entrega pautas de reivindicações aos bancos

28.06.2024

Após os encontros interestaduais e nacionais que definiram as diretrizes para a campanha salarial de 2024 , a CONTEC entregou  nesta quarta-feira (26), a Pauta de Reivindicações para a Campanha Salarial 2024. Os bancários destacaram entre as principais demandas o aumento real, a preservação dos direitos e a segurança dos empregos. Outras prioridades fundamentais dos […]

Após os encontros interestaduais e nacionais que definiram as diretrizes para a campanha salarial de 2024 , a CONTEC entregou  nesta quarta-feira (26), a Pauta de Reivindicações para a Campanha Salarial 2024. Os bancários destacaram entre as principais demandas o aumento real, a preservação dos direitos e a segurança dos empregos.

Outras prioridades fundamentais dos bancários, presentes no documento a ser entregue, incluem a manutenção dos empregos, a preservação dos direitos conquistados e o aprimoramento das condições de saúde e trabalho. Além disso, a pauta de reivindicações abrange:

  • Programa de cultura do trabalhador, Vale-cultura
  • Teletrabalho ou Trabalho remoto
  • Cesta refeição
  • Auxílio creche/ babá
  • Auxílio filhos em período escolar 
  • Auxílio transferência
  • Garantia no emprego
  • Fim de metas abusivas  
  • Fim de assédio moral
  • Iniciativas de prevenção à violência contra a mulher 
  • Sistema de segurança para estabelecimentos financeiros 
  • Manutenção dos direitos já adquiridos 
  • IA (inteligência artificial) dentro do mercado de trabalho
  • Dentre Outros 

No dia 26 de junho, quarta-feira, a CONTEC, representando a Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociação (CEBNN) , entregou à FENABAN a pauta de reivindicações, acompanhada pelos membros da comissão de negociação da CONTEC. Esta pauta foi aprovada durante o 51º encontro da CONTEC, realizado nos dias 20 e 21 de junho.

Além da entrega da pauta, foi apresentado o calendário de negociações para os próximos dias. A próxima sessão está agendada para o dia 2 de julho, na sede da FENABAN, proporcionando a oportunidade de análise e debate das cláusulas sociais reivindicadas pelos representantes dos bancários.

Durante a entrega da pauta de reivindicações à FENABAN, a CONTEC enfatizou a importância da manutenção da data base em 1º de setembro. A FENABAN assegurou que a convenção coletiva será assinada antes desta data, garantindo assim a continuidade dos direitos e benefícios dos trabalhadores envolvidos.

Na ocasião foram destacados os seguintes pontos: a) estabelecimento de um horário de duração das reuniões de negociação, de forma a não prejudicar a saúde dos integrantes das Comissões de negociação; e, b) a necessidade de estipularmos um prazo menos exíguo entre a apresentação da proposta final e a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho, de forma a permitir que haja a adequada discussão com os representados.

O negociador da FENABAN, registrando que representa 172 bancos, assinalou que os representantes patronais acreditam que as negociações serão concluídas ainda na vigência da CCT revisanda, havendo concordado com o estabelecimento de duração de três horas para cada reunião, de forma a preservar a saúde dos integrantes das Comissões.

Na sequência, as partes se manifestaram sobre a concordância recíproca do fortalecimento da cláusula de negociação permanente, a FENABAN destacou que esta será a campanha salarial mais dura, visto que, pela primeira vez, os bancos estão enfrentando concorrência das FINTECs.

“A entrega da Pauta de Reivindicações para a Campanha Salarial de 2024 marca um momento crucial para os bancários. Destacamos a importância do aumento real, da preservação dos direitos e da segurança dos empregos. É fundamental que, nesta negociação, possamos assegurar condições justas e dignas para todos os trabalhadores, mantendo o compromisso com a manutenção dos direitos conquistados e o aprimoramento das condições de trabalho. A união e a determinação dos bancários serão essenciais para alcançarmos nossos objetivos”, destacou David Zaia, presidente da Feeb SP/MS.

Ao final da reunião, as partes ajustaram o seguinte calendário de reunião, ressaltando que as negociações se iniciarão pelas cláusulas sociais: 02/07 (14h), 11/07 (10h), 18/07 (14h), 25/07 (10h), 06/08 (14h), 13/08 (10h), 20/08 (14h) e 27/08 (10h).

DIRETORIA EXECUTIVA DA CONTEC

A mesa da CONTEC foi composta por:

Lourenço Prado – Presidente CONTEC

Gilberto Antonio Vieira – Coordenador BB CONTEC

Armando Machado Filho – Pres. FEEB SC

Gladir Basso – Pres. FEEB PR

Luís Gustavo Pádua Walfrido – Pres. FEEB ALPERN

David Zaia – Pres. FEEB SP/MS

Sérgio Luiz da Costa – Pres. FEEB GO TO

Ivanilson Luz – Diretor SEEB GO

Leiza Torres – Diretora SEEB GO

Wiliam Louzada – Coordenador CAIXA / CONTEC

Carlos Roberto Lopes Bueno – Pres. SEEB TUPÃ

Júlio César Machado – Pres. SEEB Sorocaba

Zanela – Dir. SEEB Araçatuba

Ricardo,  Vice Pres. de SEEB de Sorocaba

Estavam presentes na Mesa da Fenaban: 

Adauto Duarte -Diretor de Relações Internacionais Trabalhistas e Sindicais da FENABAN

Paula Lins – Relações Institucionais, Trabalhistas e Sindicais

Mhait de Souza – Relações Sindicais – Santander

Fabiana- Relações Sindicais – Santander

Sílvia Eduara – Relações Sindicais  – Bradesco

Silvana Rosa Machado -Bradesco

Marina – Relações Sindicais Itaú

Fabrizio B. Calixto – Gerente Executivo Banco do Brasil

Andreia Superintendente da Caixa Econômica Federal

Representando a Caixa estiveram:

Andrea Correa Ribeiro Teixeira – Superintendente Nacional

Coordenador da mesa de negociação, Willian Louzada

Edson Santos – Presidente do Sindicato dos Bancários de Franca

Pedro Sérgio dos Santos Barbosa (Pepô) – Fenag

www.contec.org.br

Notícias Relacionadas

Financiários exigem fim de terceirizações e formalização do teletrabalho no setor

Movimento sindical também denunciou o aumento de contratações de correspondentes bancários, repassando os serviços para empresas que não cobrem os mesmos direitos reivindicados pela categoria Representantes dos trabalhadores financiários realizaram, nesta terça-feira (16), mais uma rodada da mesa de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), desta vez, para […]

Leia mais

COE Santander reitera defesa dos direitos dos empregados durante negociação com o banco

A garantia do emprego foi um dos principais temas reivindicados A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander deu início às negociações do acordo específico com o banco, na tarde desta terça-feira (16). A defesa dos direitos dos trabalhadores e a garantia do empregos foram os principais temas debatidos. O movimento sindical cobrou o […]

Leia mais

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12), e tema será tratado durante período de renovação da CCT. O Banco do Brasil se comprometeu a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024 e a negociar a pauta durante o […]

Leia mais

Sindicatos filiados