CEE/Caixa define calendário de lutas para o mês de abril

16.04.2021

Datas foram aprovadas pelo Comando Nacional dos Bancários A Comissão Executiva de Empregados (CEE/Caixa) definiu um calendário de lutas para o mês de abril, em defesa do pagamento justo da Participação nos Lucros ou Resultados (PLR), da vacina contra Covid-19 para todos e da Caixa 100% pública. O calendário foi aprovado pelo Comando Nacional dos […]

Datas foram aprovadas pelo Comando Nacional dos Bancários

A Comissão Executiva de Empregados (CEE/Caixa) definiu um calendário de lutas para o mês de abril, em defesa do pagamento justo da Participação nos Lucros ou Resultados (PLR), da vacina contra Covid-19 para todos e da Caixa 100% pública. O calendário foi aprovado pelo Comando Nacional dos Bancários, em reunião realizada nesta semana.

Conforme lembra a comissão, a Caixa não pagou devidamente a Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) dos empregados, conforme o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2020/2021. A falha no pagamento da PLR Social foi identificada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que verificou que o pagamento foi realizado com base na divisão linear entre todos os empregados de 3% do lucro líquido, e não de 4%, como determina o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

Defesa pelo Banco Público

De acordo com os integrantes da Comissão também serão denunciadas as graves consequências que as devoluções dos Instrumentos Híbridos de Capital e Dívida (IHCD) vão causar à Caixa. A intenção do presidente do banco, Pedro Guimarães, é devolver os recursos com a venda de subsidiárias ainda neste ano. A Caixa já devolveu R$ 11,35 bilhões de um total de R$ 40 bilhões. Vale lembrar que IHCD não tem data de vencimento, portanto, a direção da Caixa não tem a obrigação de antecipar a devolução destes recursos.

Para o representante da Feeb SP/MS, Carlos Augusto Pipoca, “O Governo mantém sua estratégia de fatiar a Caixa criando subsidiárias e colocando o patrimônio público à venda. Paralelamente, a direção do banco abre mão de importantes recursos aportados pelo tesouro na forma de IHCDs justamente no momento em que a sociedade mais precisa de socorro financeiro”, explica.

Defesa da vacina para todos

O representante da Feeb ressalta, ainda, a essencialidade dos serviços no período de pandemia. “Nunca é demais lembrar que os serviços bancários são essenciais e portanto é preciso incluir os empregados no grupo prioritário de imunização contra a Covid-19, pois no mês de maio serão retomados os pagamentos do Auxílio Emergencial”, disse.

Calendário de Lutas

O calendário de lutas em defesa do pagamento justo da PLR Social, da Vacina para todos e do Banco Público, inclui plenárias, assembleias e live temática.

“Os entreguistas estão tentando avançar e nos atacam a todo momento, vamos nos mobilizar e coletivamente defender a Caixa 100% pública e a serviço do povo brasileiro”, conclui Pipoca.

Confira a programação:
• Plenárias – período de 19 a 21 de abril – Federações organizem plenárias junto aos Sindicatos que cubram toda a base.
• Assembleias – dia 22 de abril.
• Live Temática: Descapitalização da Caixa – dia 26 de abril – 19h.
 

Notícias Relacionadas

Semana reforçou a conscientização sobre o combate às LER/Dort

A data chama atenção para duas doenças que têm relação direta com o trabalho e que atingem milhões de brasileiros Nesta semana, no dia 28 de fevereiro (última quarta-feira) foi o Dia Mundial de combate às Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort). A data foi escolhida pela Organização Internacional […]

Leia mais

COE e Itaú discutem revisões nos programas de remuneração

Durante a reunião foram apresentadas modificações nos programas. O movimento sindical deve elaborar contraproposta em breve  A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú realizou nesta quinta-feira (28), em São Paulo, uma reunião com a direção do banco para debater questões relacionadas à remuneração dos funcionários. Durante o encontro, o banco apresentou alterações nos […]

Leia mais

Trabalhadores discutem futuro da Fundação Itaú-Unibanco

Em seminário promovido pela Contraf-CUT e COE Itaú trabalhadores debateram caminhos para aumentar representatividade na gestão do fundo de pensão Trabalhadoras e trabalhadores associados à Fundação Itaú-Unibanco se reuniram, nesta quinta-feira (29), em um seminário organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú, […]

Leia mais

Sindicatos filiados