Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander negocia retorno ao trabalho e horas extras negativas

18.03.2022

Nesta sexta-feira (18), a Comissão de Organização de Empregados do Santander se reuniu com o Banco e representantes dos Recursos Humanos sindicais para negociar o retorno ao trabalho e as horas extras negativas. Durante a reunião, o banco pontou que independente da liberação do uso das máscaras por alguns estados e municípios, vai continuar exigindo […]

Nesta sexta-feira (18), a Comissão de Organização de Empregados do Santander se reuniu com o Banco e representantes dos Recursos Humanos sindicais para negociar o retorno ao trabalho e as horas extras negativas.

Durante a reunião, o banco pontou que independente da liberação do uso das máscaras por alguns estados e municípios, vai continuar exigindo por parte dos funcionários a manutenção do uso, sendo liberada apenas aos clientes se assim desejarem. A determinação é válida até nova avaliação por parte do banco.

Com relação ao retorno ao trabalho, o banco solicitou a retomada daqueles que se encontram afastados em banco e horas e home office, vacinados ou não, a partir do próximo dia 04 de abril.

O incentivo do banco para o retorno é um recurso para compra de máscara apropriada (N95). O movimento sindical por vez, vê a decisão com preocupação e solicitou ao banco cautela e análise caso a caso.

A COE encaminhou ao RH uma carta com reivindicações fundamentais a serem consideradas no caso de retorno ao trabalho, ressaltando preocupação com o retorno de pessoas com comorbidades graves, grávidas, não vacinados, entre outros.

O banco informou que a telemedicina permanece ativa e disponível ao funcionário que sentir qualquer sintoma.

Horas extras negativas

O acordo assinado com o movimento sindical prevê que a compensação das horas extras negativas seja realizada até setembro de 2022, porém o acúmulo de horas por parte dos funcionários é superior a possibilidade de compensação diária permitida.

O banco sinalizou possibilidade de extensão do prazo de compensação.  A COE pediu anistia das horas restantes ou pelo menos parte delas. A discussão do assunto deve ter continuidade nas reuniões futuras.

Notícias Relacionadas

Bancários do Santander assinam Acordo Coletivo de Trabalho

Assinatura ocorreu na sede do Banco e contou com representantes dos bancários e dos bancos Bancários do banco Santander, representados pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander, assinaram nesta terça-feira (27), na sede do Banco, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários. A assinatura aconteceu na sede do Banco Santander, em São […]

Leia mais

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Sindicatos filiados