COMUNICADO: Economus Futuro – Plano de Saúde

15.12.2020

Diante dos problemas que estão acontecendo nos planos da saúde administrados pelo Economus, sua diretoria resolveu propor um novo plano, o Economus Futuro. Isso foi feito sem nenhuma discussão com os maiores interessados, que são os funcionários ativos e aposentados do Banco Nossa Caixa. Desde a incorporação temos insistido na necessidade de o Banco do […]

Diante dos problemas que estão acontecendo nos planos da saúde administrados pelo Economus, sua diretoria resolveu propor um novo plano, o Economus Futuro.

Isso foi feito sem nenhuma discussão com os maiores interessados, que são os funcionários ativos e aposentados do Banco Nossa Caixa.

Desde a incorporação temos insistido na necessidade de o Banco do Brasil, como patrocinador do Economus e sucessor do Banco Nossa Caixa, estabelecer um processo de negociação com as entidades representativas dos funcionários para buscar alternativas viáveis para os planos de saúde. Infelizmente, por diversas razões, não avançamos neste caminho.

Finalmente, durante a campanha salarial deste ano, conseguimos fazer o Banco assumir o compromisso de criar uma mesa específica para discutir os problemas dos Bancos incorporados e principalmente o plano de Saúde dos funcionários oriundos da Nossa Caixa.
Uma primeira reunião já foi realizada e estamos aguardando a continuidade deste processo.

Já na primeira reunião questionamos esta atitude da Diretoria do Economus de propor um novo plano sem nenhuma discussão. Questionamos, inclusive, que este não é papel do Economus, pois quem tem que oferecer um plano de saúde para os funcionários é o Banco do Brasil.
Mas, mesmo assim, o Economus abriu uma fase de PRE-ADESÃO ao novo plano.

Muitos colegas têm nos perguntado sobre o que fazer. Embora a decisão seja de responsabilidade de cada um, nossa opinião é que devemos aguardar o resultado das negociações com o banco e só depois tomar uma decisão.

Até porque, este novo plano tem as mesmas características de qualquer plano que é oferecido no mercado, já que não tem nenhuma contrapartida do Banco e nenhum aporte de qualquer fundo, como era o FEAS.

A Federação dos Bancários de SP/MS e os seus sindicatos, juntamente com as demais entidades vão continuar pressionando o Banco para que estas negociações ondem rapidamente. Se isso não acontecer vamos discutir as próximas ações a serem tomadas na defesa dos funcionários.
 

Notícias Relacionadas

Eleição Caref BB: Kelly Quirino recebe mais de 60% dos votos

Resultado ainda é preliminar, os números finais serão divulgados no dia 8 de fevereiro pela Comissão Eleitoral Kelly Quirino recebeu 60,70% dos votos para Caref BB no primeiro turno para o cargo que representará os funcionários no Conselho de Administração (CA) do Banco do Brasil, nos próximos dois anos. Com mais da metade dos votos, […]

Leia mais

O pioneirismo na luta pela previdência do trabalhador

Acompanhamos nesta semana a repercussão do Centenário da Previdência Social, completado no dia 24 de janeiro, mesmo dia em que é celebrado o Dia Nacional do aposentado. É fato que a criação da Lei Eloy Chaves, em 1923, foi imprescindível para o estabelecimento das bases do Sistema Previdenciário Brasileiro e o surgimento das Caixas de […]

Leia mais

24 de janeiro de 2023, Centenário da Previdência Social

O dia 24 de janeiro de 2023 marca o centenário da Previdência Social do Brasil, um conjunto de benefícios que teve como base a criação da Lei Eloy Chaves, em 1923. A medida estabeleceu as bases do Sistema Previdenciário Brasileiro ao criar as Caixas de Aposentadorias e Pensões (CAP), na época, destinada apenas aos empregados […]

Leia mais

Sindicatos filiados