COMUNICADO: Economus Futuro – Plano de Saúde

15.12.2020

Diante dos problemas que estão acontecendo nos planos da saúde administrados pelo Economus, sua diretoria resolveu propor um novo plano, o Economus Futuro. Isso foi feito sem nenhuma discussão com os maiores interessados, que são os funcionários ativos e aposentados do Banco Nossa Caixa. Desde a incorporação temos insistido na necessidade de o Banco do […]

Diante dos problemas que estão acontecendo nos planos da saúde administrados pelo Economus, sua diretoria resolveu propor um novo plano, o Economus Futuro.

Isso foi feito sem nenhuma discussão com os maiores interessados, que são os funcionários ativos e aposentados do Banco Nossa Caixa.

Desde a incorporação temos insistido na necessidade de o Banco do Brasil, como patrocinador do Economus e sucessor do Banco Nossa Caixa, estabelecer um processo de negociação com as entidades representativas dos funcionários para buscar alternativas viáveis para os planos de saúde. Infelizmente, por diversas razões, não avançamos neste caminho.

Finalmente, durante a campanha salarial deste ano, conseguimos fazer o Banco assumir o compromisso de criar uma mesa específica para discutir os problemas dos Bancos incorporados e principalmente o plano de Saúde dos funcionários oriundos da Nossa Caixa.
Uma primeira reunião já foi realizada e estamos aguardando a continuidade deste processo.

Já na primeira reunião questionamos esta atitude da Diretoria do Economus de propor um novo plano sem nenhuma discussão. Questionamos, inclusive, que este não é papel do Economus, pois quem tem que oferecer um plano de saúde para os funcionários é o Banco do Brasil.
Mas, mesmo assim, o Economus abriu uma fase de PRE-ADESÃO ao novo plano.

Muitos colegas têm nos perguntado sobre o que fazer. Embora a decisão seja de responsabilidade de cada um, nossa opinião é que devemos aguardar o resultado das negociações com o banco e só depois tomar uma decisão.

Até porque, este novo plano tem as mesmas características de qualquer plano que é oferecido no mercado, já que não tem nenhuma contrapartida do Banco e nenhum aporte de qualquer fundo, como era o FEAS.

A Federação dos Bancários de SP/MS e os seus sindicatos, juntamente com as demais entidades vão continuar pressionando o Banco para que estas negociações ondem rapidamente. Se isso não acontecer vamos discutir as próximas ações a serem tomadas na defesa dos funcionários.
 

Notícias Relacionadas

Saúde, segurança, metas e violência contra as mulheres pautam reunião das Financeiras

Coletivo Nacional dos Financiários e Acrefi voltam à mesa de negociação pela Campanha Nacional 2024 Na tarde desta sexta-feira (19), o Coletivo Nacional dos Financiários da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) realizou mais uma rodada de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi). A pauta do […]

Leia mais

Quarta mesa de negociação do BB discute diversidade e igualdade de oportunidades

Para Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Banco do Brasil deu sinais de avanços importantes na reunião Na manhã desta sexta-feira (19), em São Paulo, foi realizada a quarta mesa de negociação específica da Campanha Nacional 2024 para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do Banco do Brasil. A pauta principal […]

Leia mais

CEE Caixa realiza nova rodada de negociações focada em diversidade e igualdade de oportunidades

Além de diversidade e igualdade, foram discutidos temas como FUNCEF, escala de férias, telefone celular e escola inclusiva A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal conduziu nesta sexta-feira (19) mais uma mesa de negociação para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) dos empregados da instituição. O tema central da discussão […]

Leia mais

Sindicatos filiados