Dia 8 de Março: Fim da violência contra a mulher e o Desmonte da Previdência

09.03.2017

No Dia Internacional das Mulheres, 8 de março, um grande coletivo de mulheres com mais de 14 grupos da Baixada Santista (entre eles o Coletivo de Mulheres Bancárias), reuniu mais de 300 pessoas e realizou Ato Unificado. A concentração foi na Estação da Cidadania, em Santos/SP, com exposições, oficinas, varal de poesias, bancas para simulações […]


No Dia Internacional das Mulheres, 8 de março, um grande coletivo de mulheres com mais de 14 grupos da Baixada Santista (entre eles o Coletivo de Mulheres Bancárias), reuniu mais de 300 pessoas e realizou Ato Unificado. A concentração foi na Estação da Cidadania, em Santos/SP, com exposições, oficinas, varal de poesias, bancas para simulações de aposentadoria contra o desmonte da Previdência e prevenção contra DST e HIV, exibição de curtas, performance e marcha até a Pça. Independência.

 "Todo o Coletivo de Mulheres Bancárias e os demais coletivos entendem que o Dia Internacional das Mulheres é dia de lutar contra a violência, o estupro e o machismo. E também pela garantia de emprego digno, pela manutenção dos direitos trabalhista, contra do desmonte da Previdência Social e por poder viver sem temer”, diz Marcia Peres, diretora do Sindicato e uma das organizadoras do Ato.

“Nós mulheres trabalhadoras seremos as mais atingidas com o desmonte da previdência social pois vamos precisar de 49 anos de contribuição e 65 anos de idade para aposentadoria. Esse aumento na idade desconsidera a dupla ou até tripla jornada para aquelas que têm dois empregos aliados ao trabalho doméstico. A expectativa de vida no Brasil em muitas regiões é menor que 65 anos o que significa que muitas vão morrer antes da aposentadoria”, reage Eneida Koury, presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região.

O Ato Unificado foi finalizado com saudação aos nomes de mulheres assassinadas, apresentação do grupo feminino de maracatu Baque Mulher e falas das entidades envolvidas. Elas saem às ruas de Santos não para comemorar, pelo contrário, para demonstrar indignação e lutar contra o machismo, a violência, a cultura do estupro e também contra o desmonte da Previdência Social.

O Brasil é um campo de guerra para as mulheres

A cada 1 hora e meia uma mulher é assassinada por violência machista. O Brasil é um dos países que mais matam mulheres, e o que mais mata pessoas transexuais. Entre os casos de violência doméstica, a maioria é presenciada pelos filhos que também são vítimas da violência, na maioria dos casos. Para a mulher negra a violência é ainda mais brutal: os assassinatos dessas * tiveram um aumento de 54,2% entre 2002-2013, consequência nítida do racismo. Por ano acontecem 50 mil estupros: a maioria ocorre dentro de casa e é praticado por um conhecido da vítima.

Dia Internacional das Mulheres: 8 de Março

Dia 8 de Março não se trata de presentear mulheres com flores. A data que surgiu com o objetivo de organizar as mulheres para enfrentar as dificuldades impostas pelo sistema, imposta pelo machismo.


 

Fonte: Sindicato dos Bancários de Santos e Região

 

Notícias Relacionadas

Santander anuncia campanha de vacinação aos bancários do Santander

Bancários do Santander já podem se inscrever para a Campanha de Vacinação 2024 Funcionários do Santander já podem se inscrever para o programa de vacinação contra a gripe.  A iniciativa é aberta para todos e ocorre em conformidade com a pauta permanente do movimento sindical em prol da saúde dos trabalhadores. Conforme o comunicado enviado […]

Leia mais

Reestruturação Bradesco: Representantes dos empregados cobram compromisso com o emprego

Em reunião com representantes do Banco, COE cobra explicações sobre reestruturação anunciada A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco se reuniu, na tarde de sexta-feira (1º), com a direção do banco para cobrar explicações sobre a reestruturação, anunciada pelo novo presidente do banco, Marcelo Noronha, no dia 7 de fevereiro, em entrevista coletiva, […]

Leia mais

Semana reforçou a conscientização sobre o combate às LER/Dort

A data chama atenção para duas doenças que têm relação direta com o trabalho e que atingem milhões de brasileiros Nesta semana, no dia 28 de fevereiro (última quarta-feira) foi o Dia Mundial de combate às Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort). A data foi escolhida pela Organização Internacional […]

Leia mais

Sindicatos filiados