Dirigentes da Federação participam de capacitação para atuarem como multiplicadores de paternidade responsável

17.03.2017

  Turma do curso de multiplicadores de paternidade responsável Formação permitirá aos multiplicadores capacitar dirigentes para ministrar curso de paternidade responsável nos sindicatos da base da Federação   Os diretores Lourival Rodrigues, do Sindicato dos Bancários de Campinas e Região (Seeb Campinas) e Mariângela Rocha, do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região (Seeb Sorocaba) […]

 

Turma do curso de multiplicadores de paternidade responsável

Formação permitirá aos multiplicadores capacitar dirigentes para ministrar curso de paternidade responsável nos sindicatos da base da Federação
 

Os diretores Lourival Rodrigues, do Sindicato dos Bancários de Campinas e Região (Seeb Campinas) e Mariângela Rocha, do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região (Seeb Sorocaba) serão os multiplicadores do curso de Paternidade Responsável na base da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS).

Lourival e Mariângela (Mari) participaram nesta quinta e sexta-feira (16 e 17 de março) do curso livre “Paternidade Responsável e Relações Compartilhadas”, ministrado pela Faculdade 28 de Agosto de Ensino e Pesquisa, localizada no centro de São Paulo e pertencente ao Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região e à Federação dos Trabalhadores em Empresa de Crédito do Estado de São Paulo (FETEC/SP).

O objetivo é a formação de agentes multiplicadores destes conhecimentos para que sindicatos da categoria possam disponibilizar o curso de paternidade responsável, um dos requisitos básicos para que o trabalhador obtenha o direito à licença-paternidade de 20 dias.
No primeiro dia do curso as disciplinas ministradas foram: “Relações contemporâneas e o redimensionamento do papel dos pais” e também “Educação para a autonomia, igualdade e singularidade”. Já no segundo e último dia do curso foram discutidos os temas: “Paternidade e os desafios para a família”, “Direitos e deveres da paternidade”, “Cuidados com a saúde e pré-natal do homem” e cuidados práticos com o recém-nascido”.

“Penso que o curso é uma oportunidade para os sindicatos dialogarem com o bancário sobre questões que vão além da responsabilidade paterna, como discutir a sociedade na qual essa criança será inserida e qual o papel de ambos, pai e mãe. Dialogar sobre o redimensionamento do papel de pai. Essa é a ideia”, avalia Lourival.

“O curso é bastante instrutivo, traçando um roteiro de informações que serão repassados aos pais, não apenas no que se refere aos cuidados com a saúde, mas no cuidado com o bebê e também com a mãe e tão importante quanto isso, trouxe uma reflexão sobre o papel dos pais na formação dos filhos, como aspectos psicológicos, por exemplo, e também, sobre direitos e deveres”, diz Mariângela Rocha, que é coordenadora Educacional do Seeb Sorocaba.

O sindicato de Sorocaba realizou seu primeiro curso de paternidade responsável no mês passado e treinamento ministrado pela professora e doula, Margerie-Marie Francine Vieira foi muito bem sucedido, tendo todas as informações aproveitadas ao máximo pelos futuros pais.

Para Mariângela, nesse caso, a formação de multiplicadores agrega ainda mais conhecimento à entidade, que já teve a experiência de oferecer o curso aos bancários de sua base. “O curso ministrado pelo Seeb Sorocaba manteve o foco na saúde física e psicológica da parturiente, do bebê e daquele pai, que também acaba de nascer e o que estamos vendo nesse curso, agrega em outros conhecimentos igualmente importantes e que com toda a certeza estimularão a participação do pai no processo de gestação e no nascimento do bebê; Nosso principal interesse é beneficiar essa nova família que está se estabelecendo, repassando informações relevantes e não apenas para estes 20 dias, mas para que estes aprendizados sirvam pra vida toda”, conclui.

Replicação do conhecimento

A FEEB-SP/MS irá discutir com seus sindicatos a definição de cronograma para o repasse do conhecimento obtido pelos dirigentes que participaram do curso de multiplicadores e irá divulgar na sequência, o calendário de atividades.

Licença-paternidade

Vale lembrar ainda, que para ter direito ao benefício, além de comprovar participação em um curso ou atividade de orientação sobre paternidade responsável, é necessário também que a empresa empregadora participe do programa “Empresa Cidadã” e que o funcionário requeira a extensão dos cinco dias de licença-paternidade (já assegurados por lei) para 20 dias, em até dois dias úteis após o parto.

 

Notícias Relacionadas

Semana reforçou a conscientização sobre o combate às LER/Dort

A data chama atenção para duas doenças que têm relação direta com o trabalho e que atingem milhões de brasileiros Nesta semana, no dia 28 de fevereiro (última quarta-feira) foi o Dia Mundial de combate às Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort). A data foi escolhida pela Organização Internacional […]

Leia mais

COE e Itaú discutem revisões nos programas de remuneração

Durante a reunião foram apresentadas modificações nos programas. O movimento sindical deve elaborar contraproposta em breve  A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú realizou nesta quarta-feira (28), em São Paulo, uma reunião com a direção do banco para debater questões relacionadas à remuneração dos funcionários. Durante o encontro, o banco apresentou alterações nos […]

Leia mais

Trabalhadores discutem futuro da Fundação Itaú-Unibanco

Em seminário promovido pela Contraf-CUT e COE Itaú trabalhadores debateram caminhos para aumentar representatividade na gestão do fundo de pensão Trabalhadoras e trabalhadores associados à Fundação Itaú-Unibanco se reuniram, nesta quinta-feira (29), em um seminário organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú, […]

Leia mais

Sindicatos filiados