Entidades cobram do BB negociação sobre Economus, durante ato em SP

12.11.2021

Mobilização Entidades sindicais cobraram do Banco do Brasil a abertura de negociação sobre o Economus, em ato realizado em frente a sede do Instituto de Seguridade Social do Banco Nossa Caixa (BNC) em São Paulo, na tarde de ontem (11). Representaram a Federação dos Bancários dos Estados de SP/MS, os diretores do Sindicato dos Bancários […]

Mobilização

Entidades sindicais cobraram do Banco do Brasil a abertura de negociação sobre o Economus, em ato realizado em frente a sede do Instituto de Seguridade Social do Banco Nossa Caixa (BNC) em São Paulo, na tarde de ontem (11). Representaram a Federação dos Bancários dos Estados de SP/MS, os diretores do Sindicato dos Bancários de Campinas, Marcos Moraes e Elisa Ferreira e de Piracicaba, Paschoal Verga Junior e Rui Roberto Pezolato.

Durante a manifestação, representantes da Feeb SP/MS, da Fetec e da Afaceesp se reuniram com a diretoria do Economus (financeiro, seguridade e administrativo) e cobraram a interferência do Instituto junto ao BB. O objeivo é a construção de soluções sustentáveis para os planos de previdência e assistência à saúde, entre elas, a Previ e Cassi para os funcionários oriundos do BNC.

Em ato, o Economus alegou não ter autonomia para negociar, diante do posicionamento, os representantes cobraram que interfira junto ao Banco do Brasil a negociação.

De acordo com a categoria, desde a incorporação do Banco Nossa Caixa, os sindicatos e os funcionários pleiteiam a participação nos planos de saúde e previdência oferecidos pelo Banco do Brasil. Diante do recente reajuste dos planos de saúde FEAS, direcionados aos aposentados do BNC, os sindicatos cobram do BB a instauração de uma mesa específica para debater as questões pendentes.

A citada mesa está prevista o aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), firmado entre os sindicatos e o BB em 2018 e renovado em 2020. Inclusive as entidades representativas dos funcionários encaminharam à diretoria do Banco, em outubro do ano passado, uma proposta de oferta de Cassi e Previ para todos.

Veja a primeira manifestação sobre o tema ocorrida no dia 6 de outubro em frente à sede do banco na capital paulista.

“O Banco do Brasil precisa cumprir o acordo e abrir negociação (tem uma cláusula de mesa de incorpprados) imediatamente. Fazer uma administração do plano impondo reajustes que deixam nossos colegas sem plano no momento da vida em que mais necessitam de assistência é inadmissível!”, defende elisa Ferreira, representante da Feeb SP/MS.

 

Notícias Relacionadas

Campanha Salarial: Trabalhadores Reivindicam Melhores Condições de Trabalho e Inclusão

Movimento sindical exige aumento de contratações, cumprimento da cota e garantia de acessibilidade para melhorar condições de trabalho e ascensão profissional de pessoas com deficiência Trabalhadores iniciaram mais uma mesa de negociação da Campanha Nacional nesta quinta-feira (18). Com o tema “Saúde e Condições de Trabalho”, membros do Comando Nacional dos Bancários cobraram da Comissão […]

Leia mais

5ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência avança na retomada das discussões e direitos

Letícia Françoso, representante da Feeb SP/MS lidera delegação do Estado de São Paulo na conferência que marcou a retomada das discussões nacionais sobre os direitos das pessoas com deficiência A 5ª Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que teve como tema “Cenário Atual e Futuro na Implementação dos Direitos da Pessoa com Deficiência […]

Leia mais

Feeb SP/MS realiza plenária sobre descomissionamento dos caixas do BB

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso (Feeb SP/MS) realiza na próxima segunda-feira (22/07), uma plenária on-line, às 18h30, para bancários do Banco do Brasil. O objetivo é esclarecer a recente decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em Brasília, que cassou, a liminar que mantinha o […]

Leia mais

Sindicatos filiados