Entidades sindicais e BB discutem bancos incorporados

26.11.2020

Pressionado pelas entidades sindicais – entre elas, a Federação dos Bancários de SP e MS -, o Banco do Brasil marcou rodada de negociação (virtual) sobre as questões específicas dos bancos incorporados (Banco Nossa Caixa/BNC, Banco do Estado de Santa Catarina/Besc e Banco do Estado do Piaui/BEP, a ser realizada no dia 1º de dezembro. […]

Pressionado pelas entidades sindicais – entre elas, a Federação dos Bancários de SP e MS -, o Banco do Brasil marcou rodada de negociação (virtual) sobre as questões específicas dos bancos incorporados (Banco Nossa Caixa/BNC, Banco do Estado de Santa Catarina/Besc e Banco do Estado do Piaui/BEP, a ser realizada no dia 1º de dezembro.

Para a representante da Federação dos Bancários de SP e MS na Comissão de Empresa dos Funcionários (CEBB), Elisa Ferreira, “a mesa específica foi conquistada durante a Campanha Nacional deste ano. A pauta foi construída com base nas demandas apresentadas pelos fun-cionários e tem como ponto prioritário Cassi e Previ para todos”.

Elisa Ferreira esclarece que a rodada foi marcada depois que as entidades sindicais protestaram contra o reajuste do planos de saúde (Feas), aprovado com “Voto de Minerva” do BB durante re-união do Conselho Deliberativo do Economus, realizada no dia 6 deste mês de novembro. “Inclusive reivindicamos que o BB suspenda o reajuste durante o processo de negociação em mesa es-pecífica”.

Pauta de reivindicações:

– Cassi e Previ para todos os funcionários egressos de bancos incorporados.

– Considerar, para todos os efeitos, o tempo de serviço e o histórico profissional dos funcionários egressos do Banco Nossa Caixa, desde sua posse naquela instituição, principalmente para pontuação nos sistemas de concorrências internas do Banco para ascensão profissional (TAO).

– Isonomia de direitos e benefícios, inclusive quanto ao pagamento de PLR, programas próprios de remuneração variável e outras premiações internas do Banco, e quanto aos sistemas de concorrência e promoção internas no Banco do Brasil, principalmente para os bancários egres-sos da Nossa Caixa que não aderiam ao Regulamento de Pessoal do BB.

– Assegurar o direito à utilização das garantias contidas Cláusulas 38º (PAS Auxílio), 20º (Auxílio Funeral) e 39º (Adiantamentos) do ACT BB para todos os funcionários egressos do Banco Nos-sa Caixa, notadamente àqueles que não aderiam ao Regulamento de Pessoal do BB.

– Assegurar o direito de migração para Cassi de todos os funcionários do BB egressos do Banco Nossa Caixa e/ou afiliados ao Economus, sejam funcionários da ativa ou todos os aposentados, na mesma forma do regulamento atual da Cassi, retroagindo para cômputo dos direitos estatu-tários desde a incorporação dos funcionários egressos em 12/2009.

– Efetuar a migração de todos os planos de previdência do Economus (A, B, C e PrevMais) para administração da Previ, respeitados seus respectivos estatutos atuais vigentes, no melhor for-mato que vise atingir a segurança financeira e previdenciária dos bancários egressos do Banco Nossa Caixa.

Fonte: SEEB SP

Notícias Relacionadas

Saúde, segurança, metas e violência contra as mulheres pautam reunião das Financeiras

Coletivo Nacional dos Financiários e Acrefi voltam à mesa de negociação pela Campanha Nacional 2024 Na tarde desta sexta-feira (19), o Coletivo Nacional dos Financiários da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) realizou mais uma rodada de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi). A pauta do […]

Leia mais

Quarta mesa de negociação do BB discute diversidade e igualdade de oportunidades

Para Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Banco do Brasil deu sinais de avanços importantes na reunião Na manhã desta sexta-feira (19), em São Paulo, foi realizada a quarta mesa de negociação específica da Campanha Nacional 2024 para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do Banco do Brasil. A pauta principal […]

Leia mais

CEE Caixa realiza nova rodada de negociações focada em diversidade e igualdade de oportunidades

Além de diversidade e igualdade, foram discutidos temas como FUNCEF, escala de férias, telefone celular e escola inclusiva A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal conduziu nesta sexta-feira (19) mais uma mesa de negociação para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) dos empregados da instituição. O tema central da discussão […]

Leia mais

Sindicatos filiados