Facebook anuncia igualdade salarial de homens e mulheres; Microsoft diminui diferença

14.04.2016

Nesta quarta-feira, 13 de abril, os Estados Unidos tiveram o Equal Pay Day (Dia da Igualdade Salarial, em tradução livre). Um dia antes, Facebook e Microsoft fizeram anúncios dos esforços que estão fazendo para tornar esta igualdade uma realidade, diminuindo aos poucos a diferença entre os ganhos das mulheres em relação aos homens que exercem […]

Nesta quarta-feira, 13 de abril, os Estados Unidos tiveram o Equal Pay Day (Dia da Igualdade Salarial, em tradução livre). Um dia antes, Facebook e Microsoft fizeram anúncios dos esforços que estão fazendo para tornar esta igualdade uma realidade, diminuindo aos poucos a diferença entre os ganhos das mulheres em relação aos homens que exercem os mesmos cargos.

"Revisamos constantemente nossas práticas de compensações para darmos salários mais justos", explicou Lori Matloff Gole, VP de recursos humanos do Facebook. "Sinto-me orgulhosa em compartilhar que, no Facebook, homem e mulheres ganham o mesmo salário", completou.

Uma mulher americana ganha 78% do salário de um homem, segundo pesquisas realizadas nos Estados Unidos. Isto significa que elas recebem 78 centavos para cada dólar recebido pelos homens. Diferença um pouco menor que a do Brasil, onde as mulheres ganham 24% a menos que homens, segundo o Relatório de Desenvolvimento Humano do Pnud de 2015.

Pagamento igual para trabalho igual

Na Microsoft, onde o CEO ganha 615 vezes mais que os funcionários, a igualdade ainda não foi alcançada. Mas, de acordo com um comunicado da VP de recursos humanos da empresa, as mulheres vão começar a receber 99,8% do salário de um homem no mesmo cargo. Antes, a diferença era ligeiramente maior, com elas ganhando 99,7 centavos de dólar para cada 1 dólar pago a eles. A diferença é que a empresa sediada em Redmond vai estender este benefício a empregados de outras etnias.

Em março, Apple e Amazon anunciaram suas políticas de igualdade salarial. Na Maçã, Tim Cook garantiu que há combate contra a desigualdade, mas que as mulheres ainda estão em desvantagem, ganhando 99,6% do que ganham os homens. Já na gigante do comércio eletrônico, elas estão com rendimentos que equivalem a 99,9% dos ganhos masculinos. A Intel também anunciou, em fevereiro deste ano, que conseguiu equiparar os salários de homens e mulheres no mesmo cargo da empresa.

Fonte: Tudocelular.com
 

Notícias Relacionadas

Dirigentes da base da Feeb-SP/MS recebem segundo módulo do curso de formação da Contraf-CUT

Programa trata da estruturação histórica das organizações sindicais e da luta dos trabalhadores O Curso de Formação Sindical para Dirigentes, da Secretaria de Formação da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), estreia o seu segundo módulo nesta sexta-feira (17) e no sábado (18) para as bases da Federação dos Bancários de São Paulo […]

Leia mais

Bancários se preparam para Conferência Nacional da categoria

Consulta aos trabalhadores nas bases sindicais de todo o país e conferências estaduais e regionais servirão de subsídio para os debates nacionais que levarão à construção da pauta de reivindicações e da estratégia da Campanha Nacional 2024 Bancárias e bancários de todo o país se reúnem, em São Paulo, entre os dias 4 e 9 […]

Leia mais

Lucro da Caixa cresceu 49% no 1º trimestre de 2024

Com 1,56 milhão de novos clientes e 168 empregados a menos no quadro de pessoal, aumenta também a sobrecarga A Caixa Econômica Federal anunciou na noite de quarta-feira (15) um lucro líquido recorrente de R$ 2,88 bilhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 49,1% em comparação ao mesmo período de 2023 e de 0,5% em relação […]

Leia mais

Sindicatos filiados