Federação dos Bancários, CEBB e Banco do Brasil se reúnem para tratar dos incorporados

01.12.2020

Negociação ressaltou urgência nas questões de saúde e suspensão de medidas Nesta terça-feira, 01, a Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul se reuniu junto com a Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil e representantes do Banco para tratar sobre a questão dos […]

Negociação ressaltou urgência nas questões de saúde e suspensão de medidas

Nesta terça-feira, 01, a Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul se reuniu junto com a Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil e representantes do Banco para tratar sobre a questão dos incorporados (Banco Nossa Caixa/BNC, Banco do Estado de Santa Catarina/Besc e Banco do Estado do Piaui/BEP).

Participaram da negociação o presidente da Federação dos Bancários dos Estados de SP e MS, Jeferson Boava, o vice-presidente, Davi Zaia e a representante da Feeb no CEBB, Elisa Ferreira.

Durante a Campanha Nacional, uma mesa específica foi criada para tratar de assuntos ligados às demandas relacionadas à saúde dos funcionários por meio dos planos Cassi e Previ para todos.

A rodada de hoje se deu após protesto dos sindicatos contra o reajuste do planos de saúde (Feas), aprovado com “Voto de Minerva” do BB, durante a última reunião do Conselho Deliberativo do Economus, realizada no dia 6 deste mês de novembro.

“Ressaltamos a urgência de se tratar das questões de saúde, dada a situação do Feas e reiteramos a posição de repúdio com relação ao voto de minerva, que resultou em uma decisão a qual não concordamos. Por isso nos reunimos hoje, às vésperas do processo decisório para pedir mais uma vez ao Banco a suspensão das medidas”, explica Jeferson Boava, presidente da Feeb SP/MS.

Ressaltamos a urgência de tratar das questões de saúde, dada a situação do Feas e reiteramos a posição de repúdio contra voto de minerva, que resultou em uma decisão a qual não concordamos, tomada às vésperas do processo negocial. Pedimos mais uma vez ao Banco a suspensão das medidas”, explica Jeferson Boava, presidente da Feeb SP/MS.

Ainda durante a reunião, representantes da categoria ressaltaram a importância do processo negocial, reivindicação feita em 2009, durante incorporação, com a finalidade de acabar com a segregação dos funcionários oriundos do BNC.

Uma nova  negociação foi definida pela mesa para ocorrer na próxima semana. 

"Onze anos após incorporação do Banco Nossa Caixa e diante das pendências existentes, iniciamos essa negociação com o propósito de solucionar a questão do plano de saúde. O banco tem que caminhar no sentido de acabar com a segregação entre seus funcionários”, defende Boava.

Veja aqui a Pauta de Reivindicações dos sindicatos. 

 

Notícias Relacionadas

Eleição Caref BB: Kelly Quirino recebe mais de 60% dos votos

Resultado ainda é preliminar, os números finais serão divulgados no dia 8 de fevereiro pela Comissão Eleitoral Kelly Quirino recebeu 60,70% dos votos para Caref BB no primeiro turno para o cargo que representará os funcionários no Conselho de Administração (CA) do Banco do Brasil, nos próximos dois anos. Com mais da metade dos votos, […]

Leia mais

O pioneirismo na luta pela previdência do trabalhador

Acompanhamos nesta semana a repercussão do Centenário da Previdência Social, completado no dia 24 de janeiro, mesmo dia em que é celebrado o Dia Nacional do aposentado. É fato que a criação da Lei Eloy Chaves, em 1923, foi imprescindível para o estabelecimento das bases do Sistema Previdenciário Brasileiro e o surgimento das Caixas de […]

Leia mais

24 de janeiro de 2023, Centenário da Previdência Social

O dia 24 de janeiro de 2023 marca o centenário da Previdência Social do Brasil, um conjunto de benefícios que teve como base a criação da Lei Eloy Chaves, em 1923. A medida estabeleceu as bases do Sistema Previdenciário Brasileiro ao criar as Caixas de Aposentadorias e Pensões (CAP), na época, destinada apenas aos empregados […]

Leia mais

Sindicatos filiados