Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul debate Sistema Sindical Brasileiro

24.02.2023

Movimento sindical analisa documento criado pelas Centrais Sindicais Reunião contou com ampla participação dos representantes dos trabalhadores de diferentes bases sindicais Nesta quinta-feira (23), a Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) se reuniu com mais de 60 dirigentes sindicais para debater o Sistema Sindical Brasileiro. A […]

Movimento sindical analisa documento criado pelas Centrais Sindicais

Reunião contou com ampla participação dos representantes dos trabalhadores de diferentes bases sindicais

Nesta quinta-feira (23), a Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) se reuniu com mais de 60 dirigentes sindicais para debater o Sistema Sindical Brasileiro. A reunião ocorreu de modo virtual, pela plataforma Zoom e contou com ampla participação dos representantes dos sindicatos dos bancários filiados.

O encontro abordou a leitura e análise do Projeto de Valorização e Fortalecimento da Negociação Coletiva e Atualização do Sistema Sindical Brasileiro, documento criado pelas Centrais Sindicais com a finalidade de organizar o debate político e propositivo das Centrais e organizações.

O projeto aborda questões relacionadas à valorização e fortalecimento da negociação coletiva; direito de negociação coletiva para os servidores públicos; estabelecimento de sindicatos representativos; ampliação da representação sindical; agregação sindical incentivada; autonomia sindical para a organização e financiamento; participação de todos no processo de transição; fortalecimento da unidade; e autonomia para regular e operar o sistema de relações do trabalho.

De acordo com o documento, o objetivo é formular um projeto de valorização e de fortalecimento da negociação coletiva e de atualização do sistema de relações de trabalho e do sistema sindical brasileiro.

“É um debate importantíssimo. É preciso trabalhar em cima do documento para construir uma unidade do movimento sindical, promover a discussão com o governo, patrões e então buscar aprovação de um projeto de lei no Congresso Nacional”, disse o presidente da Feeb SP/MS, David Zaia.

Durante o debate, representantes dos trabalhadores ressaltaram a importância da categoria para o Brasil. “As participações foram positivas. É unânime a compreensão de todos quanto à importância da representação dos bancários para os trabalhadores. Vale destacar que contamos com o modelo de negociação mais avançado do país, tido como exemplo para as demais frentes de trabalho”, explica o presidente.

A Federação dos Bancários se colocou à disposição para dar continuidade aos debates e orientações aos filiados. “São tarefas que demandam dedicação, articulação política e muita unidade dos trabalhadores. A nossa disposição é dar continuidade aos debates e orientar todos os nossos filiados para que participem das discussões organizadas pelas Centrais, Confederações e Federações”, disse Zaia.

Notícias Relacionadas

Financiários exigem fim de terceirizações e formalização do teletrabalho no setor

Movimento sindical também denunciou o aumento de contratações de correspondentes bancários, repassando os serviços para empresas que não cobrem os mesmos direitos reivindicados pela categoria Representantes dos trabalhadores financiários realizaram, nesta terça-feira (16), mais uma rodada da mesa de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), desta vez, para […]

Leia mais

COE Santander reitera defesa dos direitos dos empregados durante negociação com o banco

A garantia do emprego foi um dos principais temas reivindicados A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander deu início às negociações do acordo específico com o banco, na tarde desta terça-feira (16). A defesa dos direitos dos trabalhadores e a garantia do empregos foram os principais temas debatidos. O movimento sindical cobrou o […]

Leia mais

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12), e tema será tratado durante período de renovação da CCT. O Banco do Brasil se comprometeu a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024 e a negociar a pauta durante o […]

Leia mais

Sindicatos filiados