Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul debatem cenário nacional em Congresso Interestadual

12.03.2020

12/03/2020 – 13h13 Os bancários dos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul estiveram por dois dias reunidos durante o VII Congresso Interestadual da FEEB – Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. O encontro aconteceu nos dias 04 e 05 de março no […]

12/03/2020 – 13h13

Os bancários dos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul estiveram por dois dias reunidos durante o VII Congresso Interestadual da FEEB – Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul. O encontro aconteceu nos dias 04 e 05 de março no hotel Braston, em São Paulo. Estiveram presentes representantes dos sindicatos filiados de Andradina, Araçatuba, Campinas, Corumbá, Franca, Guaratinguetá, Jaú, Lins, Marília, Naviraí, Piracicaba, Ponta Porã, Presidente Venceslau, Ribeirão Preto, Rio Claro, Santos, São Carlos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba, Três Lagoas, Tupã e Votuporanga.

Mesa diretora do evento observa representante em sua explanação à frente com telão projetado ao fundo

No primeiro dia de programação foi realizada a votação e aprovação do Regimento Interno. Uma palestra sobre a atual conjuntura política no país e uma reflexão sobre passado, presente e futuro da classe trabalhadora foi abordada pelo palestrante convidado, Clemente Ganz Lúcio, ex-diretor Técnico do Dieese.

“São várias transformações ocorrendo no mundo do trabalhador, que geram mudanças nos postos de trabalho, nas profissões e ocupações. Há uma reorganização sindical profunda acontecendo e o sindicalismo está desafiado se reorganizar e reestruturar para ser representante afetivo deste novo mundo dos trabalhadores”, destaca o palestrante.

Imagem do publico em auditório observando documento em mãos

De acordo com o técnico absorver as novas tecnologias de comunicação é fundamental para a reorganização do ponto de vista trabalhista. “É necessário incluir na agenda questões relativas à cidadania, moradia, transporte, creche, saneamento, habitação, enfim, pautas relacionadas à negociação com o trabalhador, mas também com os governantes”, pontua.

Participaram do congresso representantes de entidades relacionadas à classe como o presidente da União Geral dos Trabalhadores, Ricardo Patah e o presidente da Contec – Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Créditos, Lourenço Prado.
“Me sinto honrado em participar deste momento da FEEB, que é a mais importante e combativa frente que temos no Brasil. é necessário estarmos preparados e mobilizados para a campanha salarial e debater juntos medidas que façam cada vez mais que a categoria dos bancários mantenha suas conquistas e se encaminhe no sentido de novos direitos serem adquiridos em prol dos trabalhadores e de suas famílias”, comenta Lourenco Prado, presidente da Contec.
Para o presidente da UGT, o congresso marca mais um momento democrático e transparente da frente. “Foram várias decisões importantes tomadas em conjunto entere elas as eleições e a sinalização de caminhos para os próximos quatro anos. O momento é pertinente para trabalharmos para transformar a PEC 196 numa realidade, pois além de valorizar a liberdade, integra regras e princípios, não pulveriza e não acaba com o movimento sindical, por isso o mais importante é justamente essa unidade das categorias para obtermos o sucesso mesmo em meio a tantas adversidades”, conclui Ricardo Patah, presidente da UGT – União Geral dos Trabalhadores.

Auditório com crachás levantados em sinal de aprovação

Plenária, eleição e debate

O segundo dia de congresso contou com uma plenária e debate das propostas da Federação, seguida por plenária final e eleição da nova diretoria executiva, do conselho fiscal, de representantes da Contec e respectivos suplentes. Todas as votações contaram com aprovação única da classe.

Presidente e vice presidente eleitos à frente com microfone em mãos

“No momento em que o País passa por muitas transformações é fundamental que se reúna para discutir o futuro da categoria dos trabalhadores”, disse Davi Zaia, vice-presidente eleito.
Antes do encerramento aconteceu a apuração e a proclamação dos novos eleitos. O novo presidente eleito por quatro anos foi o bancário de Itatiba, Jeferson Boava.
“Debatemos com mais de 120 delegados, nestes dois dias, as estratégias e perspectivas de defesa da categoria bancária. É um período de grandes ataques ao conjunto dos trabalhadores e esse congresso foi uma grande oportunidade para apontarmos soluções e saídas de enfrentamento a essa conjuntura. Enquanto presidente eleito, me coloco à disposição da categoria e dos sindicatos para construirmos as novas lutas de defesa dos bancos públicos e da defesa da categoria bancária”, conclui Jeferson Boava, presidente eleito da FEEB.

Nova mesa diretora eleita todos à frente posados para foto

Clique aqui para ver o Regimento Interno aprovado por unanimidade
Clique aqui para ver as Proposituras do VII Congresso

 

Notícias Relacionadas

Financiários conquistam proposta com reajustes econômicos e garantias de direitos

Feeb SP/MS indica aceitação da proposta; assembleias devem ser realizadas até segunda-feira (10) Depois de uma negociação que se estendeu por quase três meses, os financiários conquistaram a garantia de todos os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) por dois anos. Em negociação realizada na manhã desta quarta-feira (5), de forma híbrida, a Federação […]

Leia mais

Financiários se reúnem com a Fenacrefi nesta quarta-feira (5)

Este será o terceiro encontro de negociação desde a entrega da pauta de reivindicações, realizada em 1º de julho Representantes dos financiários se reúnem com a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi), nesta quarta-feira (5), às 11h, para dar continuidade às negociações da Campanha Nacional 2022. Esta será a terceira rodada […]

Leia mais

Feeb SP/MS discute nova terceirização do Santander nesta terça-feira (4)

Nesta terça-feira (4), dirigentes sindicais da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) se reúnem para tratar sobre o tema “Terceirização do Santander”. A expectativa é a de que 1,7 mil empregados passem a atuar na empresa SX Tools, criada pelo próprio banco. O anúncio foi feito […]

Leia mais

Sindicatos filiados