Federação dos Bancários de SP e MS se reúne com Banco Itaú para debater novo Acordo Coletivo

29.05.2024

Acordo propõe flexibilização no banco de horas, permitindo maior planejamento e compensação para os bancários Em uma reunião significativa realizada nesta terça-feira (28) entre a Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) e o Banco Itaú, foram discutidas as propostas para o novo acordo coletivo do banco […]

Acordo propõe flexibilização no banco de horas, permitindo maior planejamento e compensação para os bancários

Em uma reunião significativa realizada nesta terça-feira (28) entre a Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) e o Banco Itaú, foram discutidas as propostas para o novo acordo coletivo do banco de horas. O encontro contou com a presença de todos os dirigentes sindicais representantes dos bancários do Itaú por meio dos Sindicatos filiados à Feeb SP/MS.

A principal pauta da reunião foi a apresentação da minuta do novo acordo coletivo, que visa transformar o banco de horas de mensal para semestral. Atualmente, a compensação das horas extras é feita dentro do mesmo mês, com a nova proposta, os bancários terão um período de seis meses para compensar as horas trabalhadas além da jornada. Caso a compensação não ocorra nesse período, o banco será responsável pelo pagamento das horas extras, acrescidas de 50% sobre o valor da hora normal.

De acordo com representantes dos funcionários, a mudança trará maior flexibilidade para os bancários planejarem suas compensações de horas extras, o que pode ser benéfico tanto para a gestão do tempo pessoal quanto para o incremento na renda mensal.

Uma assembleia para aprovar o novo acordo coletivo, que promete melhorias significativas em relação ao vigente, será realizada logo após a Conferência Nacional dos Bancários, que acontece de 7 a 9 de junho.

Reginaldo Breda, secretário geral da Feeb SP/MS, comentou sobre a importância da atualização do acordo: “Estamos avançando para proporcionar aos bancários melhores condições de trabalho e maior flexibilidade na gestão do banco de horas. O novo acordo reflete nosso compromisso com os trabalhadores, oferecendo uma alternativa que facilita o planejamento e garante um justo retorno financeiro. Acreditamos que esta mudança não apenas atenda às necessidades dos bancários, como também fortaleça a relação com o Banco Itaú, promovendo um ambiente de trabalho mais equilibrado e produtivo”, pontua.

A Federação encaminha, neste momento, a proposta para aprovação, destacando as vantagens que o novo acordo trará para os bancários. A expectativa é que, com a aprovação, o novo sistema de banco de horas entre em vigor, beneficiando toda a categoria.

Notícias Relacionadas

Financiários exigem fim de terceirizações e formalização do teletrabalho no setor

Movimento sindical também denunciou o aumento de contratações de correspondentes bancários, repassando os serviços para empresas que não cobrem os mesmos direitos reivindicados pela categoria Representantes dos trabalhadores financiários realizaram, nesta terça-feira (16), mais uma rodada da mesa de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), desta vez, para […]

Leia mais

COE Santander reitera defesa dos direitos dos empregados durante negociação com o banco

A garantia do emprego foi um dos principais temas reivindicados A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander deu início às negociações do acordo específico com o banco, na tarde desta terça-feira (16). A defesa dos direitos dos trabalhadores e a garantia do empregos foram os principais temas debatidos. O movimento sindical cobrou o […]

Leia mais

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12), e tema será tratado durante período de renovação da CCT. O Banco do Brasil se comprometeu a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024 e a negociar a pauta durante o […]

Leia mais

Sindicatos filiados