Federação integra ação que cobra do BB na justiça a incorporação de função

21.06.2017

Baseando-se na argumentação da Súmula 372 do TST, as entidades de representação dos trabalhadores ingressaram com ação no Tribunal Regional do Trabalho 10ª Região; Primeira audiência será dia 11 de julho A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS), juntamente com outras entidades representativas está integrando a ação na justiça […]


Baseando-se na argumentação da Súmula 372 do TST, as entidades de representação dos trabalhadores ingressaram com ação no Tribunal Regional do Trabalho 10ª Região; Primeira audiência será dia 11 de julho

A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS), juntamente com outras entidades representativas está integrando a ação na justiça contra o Banco do Brasil, exigindo a incorporação de função para os trabalhadores que tiveram o salário reduzido pela reestruturação em curso no BB e que tenha exercido função comissionada ou gratificada por mais de dez anos.

A Ação Civil Pública baseia-se na Súmula 372, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que estabelece o seguinte: “percebida a gratificação de função por dez ou mais anos pelo empregado, se o empregador, sem justo motivo, revertê-lo a seu cargo efetivo, não poderá retirar-lhe a gratificação tendo em vista o principio da estabilidade financeira”. A súmula também afirma: “mantido o empregado no exercício da função comissionada, não pode o empregador reduzir o valor da gratificação”.

“A demanda vem sendo exigida desde o início da reestruturação tanto nas mesas de negociação, como nas audiências mediadas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), em Brasília, porém, sem sucesso. A perspectiva é que a ação judicial obrigue o banco a acatar essa medida tão importante para proteção dos funcionários vítimas da reestruturação e dos descomissionamentos”, avalia Maria do Carmo Peggau, representante da FEBB-SP/MS na Comissão de Empresa do Banco do Brasil (CEBB).

Aberta no Tribunal Regional do Trabalho 10ª Região em Brasília, ação civil corre sob o número 0000695-06.2017.5. 10.0017 e pode ser consultada via internet (https://pje.trt10.jus.br/consultaprocessual/pages/consultas/CaptchaProcesso.seam?num_pje=226050&grau_pje=1&dt_autuacao=&cid=1305611)

Audiência

A primeira audiência está marcada para o dia 11 de julho, na 17ª Vara do Trabalho de Brasília.
 

Notícias Relacionadas

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Bancários do Santander participam de Assembleia nesta quinta-feira (22/9)

Votação acontece em plataforma eletrônica das 8h às 20h Nesta quinta-feira (22), bancários do Santander de todo o país participam de Assembleias para avaliar o Acordo Coletivo de Trabalho, o Acordo Coletivo de Trabalho sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PPRS) e o Termo de Relações Laborais, todos com validade por dois anos. Os […]

Leia mais

Sindicatos filiados