Federação integra ação que cobra do BB na justiça a incorporação de função

21.06.2017

Baseando-se na argumentação da Súmula 372 do TST, as entidades de representação dos trabalhadores ingressaram com ação no Tribunal Regional do Trabalho 10ª Região; Primeira audiência será dia 11 de julho A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS), juntamente com outras entidades representativas está integrando a ação na justiça […]


Baseando-se na argumentação da Súmula 372 do TST, as entidades de representação dos trabalhadores ingressaram com ação no Tribunal Regional do Trabalho 10ª Região; Primeira audiência será dia 11 de julho

A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS), juntamente com outras entidades representativas está integrando a ação na justiça contra o Banco do Brasil, exigindo a incorporação de função para os trabalhadores que tiveram o salário reduzido pela reestruturação em curso no BB e que tenha exercido função comissionada ou gratificada por mais de dez anos.

A Ação Civil Pública baseia-se na Súmula 372, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que estabelece o seguinte: “percebida a gratificação de função por dez ou mais anos pelo empregado, se o empregador, sem justo motivo, revertê-lo a seu cargo efetivo, não poderá retirar-lhe a gratificação tendo em vista o principio da estabilidade financeira”. A súmula também afirma: “mantido o empregado no exercício da função comissionada, não pode o empregador reduzir o valor da gratificação”.

“A demanda vem sendo exigida desde o início da reestruturação tanto nas mesas de negociação, como nas audiências mediadas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), em Brasília, porém, sem sucesso. A perspectiva é que a ação judicial obrigue o banco a acatar essa medida tão importante para proteção dos funcionários vítimas da reestruturação e dos descomissionamentos”, avalia Maria do Carmo Peggau, representante da FEBB-SP/MS na Comissão de Empresa do Banco do Brasil (CEBB).

Aberta no Tribunal Regional do Trabalho 10ª Região em Brasília, ação civil corre sob o número 0000695-06.2017.5. 10.0017 e pode ser consultada via internet (https://pje.trt10.jus.br/consultaprocessual/pages/consultas/CaptchaProcesso.seam?num_pje=226050&grau_pje=1&dt_autuacao=&cid=1305611)

Audiência

A primeira audiência está marcada para o dia 11 de julho, na 17ª Vara do Trabalho de Brasília.
 

Notícias Relacionadas

SANTANDER: Banco anuncia avanços em reunião com representantes dos funcionários

Negociações com a COE avança em medidas de benefício e capacitação O Santander anunciou nesta quinta-feira (22), durante a reunião com representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE) Santander, avanços em medidas que beneficiam os funcionários. O encontro ocorreu em formato híbrido e contou com a participação de representantes dos funcionários e do banco. […]

Leia mais

BB prioriza diversidade na expansão das Gepes

Mulheres, negros, indígenas e PcDs terão prioridade no programa que irá dobrar a rede de Gestão de Pessoas O Banco do Brasil anunciou, nesta quarta-feira (21), um programa de expansão da rede de Gestão de Pessoas (Gepes). Durante a reunião com membros da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), o banco […]

Leia mais

COE do Bradesco discute reestruturação no banco

 Sindicato expressa preocupação com direção futura da instituição financeira A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco se reuniu na última terça-feira (20), na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em São Paulo, para discutir a reestruturação anunciada pelo novo presidente do banco, Marcelo Noronha, em 7 de fevereiro, sem […]

Leia mais

Sindicatos filiados