Feeb participa da reunião da Rede Sindical Internacional do Banco do Brasil

12.05.2020

Objetivo é garantir medidas em defesa dos bancários para o período de isolamento social e retorno presencial Entre os dias 06 e 12 de maio, a Federação dos Empregados dos Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP MS) acompanhou as reuniões da Rede Sindical Internacional do Banco do […]

Objetivo é garantir medidas em defesa dos bancários para o período de isolamento social e retorno presencial

Entre os dias 06 e 12 de maio, a Federação dos Empregados dos Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP MS) acompanhou as reuniões da Rede Sindical Internacional do Banco do Brasil. A reunião foi convocada pela Uni Américas, que é o braço continental da Uni Global Union (Sindicato Global).

No último dia 06, o encontro, que ocorreu por videoconferência contou com a participação de representantes da Argentina, Paraguai e Brasil. Na ocasião, foram relatadas por países vizinhos, as medidas adotadas pelos governos durante período de pandemia.

Representantes da Argentina destacaram a implantação de ações de manutenção da renda do trabalhador, mas ressaltam a situação de recessão econômica que afeta principalmente os mais vulneráveis.

Já representantes do Paraguai relataram medidas tempestivas adotadas pelo governo e empresas em relação ao isolamento social a fim de conter a contaminação, mas por outro lado, argumentaram sobre a implantação da Lei de Financiamento de Emergência, que possibilita a suspenção de contrato de trabalho por 3 meses, sem remuneração.

“Durante as discussões ficou claro que no contexto de pandemia, as garantias de direitos como renda e emprego do trabalhador, estão sendo alcançadas graças ao apoio e suporte dos sindicatos”, explica Elisa Pereira, representante da Feeb.

Com relação à situação dos funcionários do Banco do Brasil, foram discutidas questões como home Office, Banco de Horas e Antecipações de Férias.

“Tratamos das possibilidades de acordos aditivos sobre esses assuntos e também sobre como se dará o retorno ao trabalho após o fim, mesmo que gradual, do isolamento social, como o documento que está sendo negociado com o Itaú”, explica Elisa.

A reunião levou os três países participantes à decisão da elaboração de uma proposta de aditivo ao acordo marco assinado com o BB, que contemple protocolos de saída da pandemia e retorno ao trabalho.

Novo encontro
Nesta terça-feira, 12, a Feeb SP MS voltou a se reunir com a Sindical internacional do Banco do Brasil – Rede BB Uni-Americas. Novamente participaram representantes dos três países. O encontro reafirmou a necessidade de fazer um aditivo ao Acordo Marco do BB, que verse sobre as condições de trabalho durante a pandemia e garantias de retorno. Representantes dos países participantes ficaram de analisar o acordo realizado com o banco Itaú para avaliar o que cabe para cada país.

“É importante que o acordo contenha premissas e conceitos que contemple os direitos fundamentais do bancário de forma ampla, que abranja saúde, emprego e salário de todos, tanto durante os meses mais críticos da pandemia, quanto no momento de retorno ao local de trabalho”, explica Elisa Ferreira, representante da Feeb SP/MS.

Uma nova reunião foi marcada para o próximo dia 22 de maio.
 

Notícias Relacionadas

Bancários querem mais contratações, fim das demissões e da precarização

Comando Nacional propõe maior equilíbrio entre dias trabalhados, com momentos de descanso e lazer, com redução da jornada para quatro dias; proposta pode aumentar produtividade e satisfação com o emprego O Comando Nacional dos Bancários se reuniu na manhã desta segunda-feira (27) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na segunda reunião de negociação da […]

Leia mais

Bancários negociam com Federação Nacional dos Bancos nesta segunda-feira (27)

Temas Emprego e Terceirização são os primeiros temas a serem discutidos A Campanha Nacional do Bancário, iniciada na última semana, segue hoje (27) com mais uma negociação. Federações, associações e representação sindical negociam com a Federação Nacional dos Bancos as pautas “Emprego e Terceirização”. Os temas foram definidos pelo Comando Nacional dos Bancários na última […]

Leia mais

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Sindicatos filiados