Feeb SP MS debate sobre crise econômica e proteção de bancários

13.04.2020

Pagamento integral de salários, garantia de emprego e disponibilização de EPIs foram destaque da conversa Nesta segunda-feira, 13, a Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SPMS) participou ao lado do Comando Nacional e da Federação Nacional dos Bancários (Fenaban), de mais uma reunião por […]

Pagamento integral de salários, garantia de emprego e disponibilização de EPIs foram destaque da conversa

Nesta segunda-feira, 13, a Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SPMS) participou ao lado do Comando Nacional e da Federação Nacional dos Bancários (Fenaban), de mais uma reunião por vídeo conferência para debater garantias e impactos da quarentena no país.

A crise econômica, os reflexos na sociedade e a proteção dos bancários neste período de isolamento social foram pontos centrais do debate.

Durante a conversa foi reafirmado pela Fenaban o pagamento integral dos salários e a garantia de que aqueles considerados vulneráveis por fazerem parte do grupo de risco, permaneçam com o sistema de trabalho home office, ou adotem outras medidas para que fiquem afastados neste período, como férias ou uso de banco de horas. Outro ponto relevante da reunião foi a garantia de emprego durante o período de crise foi anunciada pelos três maiores bancos privados, Santander, Bradesco e Itaú.

A vacinação contra a gripe influenza foi outra medida positiva do debate. Os bancos anunciaram que já foi realizada a compra do medicamento e as imunizações começam a partir do dia 15 nos grandes centros administrativos de São Paulo e Osasco e, logo após, o calendário de distribuição segue por todo o Brasil e deve chegar com a mais brevidade possível a todos os bancários.

A disponibilização dos EPIs (equipamentos de proteção individual), como máscaras e proteção de acrílico também foi confirmada, bem como a viabilização da distribuição para todos os locais de trabalho.
“As medidas e os compromissos debatidos nesta tarde são fundamentais para este período. Entendemos que o nosso papel é fazer uma negociação permanente com os bancos no sentido de garantir essas proteções, tanto do emprego e do salário, quanto da proteção individual contra a doença. Também temos trabalhado muito para ver os problemas em cada local de trabalho”, comenta o presidente da Feeb SP MS, Jeferson Boava. 

 

Notícias Relacionadas

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Bancários do Santander participam de Assembleia nesta quinta-feira (22/9)

Votação acontece em plataforma eletrônica das 8h às 20h Nesta quinta-feira (22), bancários do Santander de todo o país participam de Assembleias para avaliar o Acordo Coletivo de Trabalho, o Acordo Coletivo de Trabalho sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PPRS) e o Termo de Relações Laborais, todos com validade por dois anos. Os […]

Leia mais

Sindicatos filiados