Fenacrefi desrespeita trabalhadores com proposta de 7,86% de reajuste salarial. Financiários rejeitam

02.08.2016

A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) participou nesta terça-feira (02), juntamente com outras entidades de representação dos trabalhadores financiários, de reunião de negociação com a Fenacrefi (Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento), que foi encerrada sem acordo. A entidade representante das financeiras apresentou como proposta […]


A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) participou nesta terça-feira (02), juntamente com outras entidades de representação dos trabalhadores financiários, de reunião de negociação com a Fenacrefi (Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento), que foi encerrada sem acordo.

A entidade representante das financeiras apresentou como proposta de reajuste, 80% do INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor) de 9,83% referente a junho deste ano, que equivale a 7,86%, aplicável a todas as verbas. O índice, muito abaixo da reivindicação dos trabalhadores, que prevê a reposição da inflação mais aumento real de 5% foi rejeitada na mesa.

De acordo com Walmir Gomes, diretor da FEEB-SP/MS, que integrou a comissão de negociação, “a Fenacrefi apresentou uma proposta fora da realidade e impossível de ser aceita, um desrespeito”, avaliou.

A próxima reunião está marcada para o dia 23 de agosto.

Confira as principais reivindicações dos Financiários:

Reajuste:15,31% (reposição da inflação mais 5% aumento real)

PLR: Três salários do trabalhador

VA, VR e auxílio-creche/babá: salário mínimo nacional para cada um deles (R$ 880)

Pisos

Escritório R$ 3.777,93

Caixas, operadores de telemarketing, empregados de tesouraria e os que efetuam pagamentos e recebimentos R$ 5.100,21

Analista de Crédito R$ 5.666,90

1º Comissionado R$ 6.422,48

1º Gerente R$ 8.500,34

*Salário mínimo calculado pelo Dieese em maio de 2016 (R$ 3.777,93)

Abono assiduidade de um dia

Fim da terceirização

Fim do assédio moral e das metas abusivas

Licença-paternidade de 20 dias

Unificação nacional da data base

Foto: Jaílton Garcia

 

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados