Financiários conquistam proposta com reajustes econômicos e garantias de direitos

05.10.2022

Feeb SP/MS indica aceitação da proposta; assembleias devem ser realizadas até segunda-feira (10) Depois de uma negociação que se estendeu por quase três meses, os financiários conquistaram a garantia de todos os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) por dois anos. Em negociação realizada na manhã desta quarta-feira (5), de forma híbrida, a Federação […]

Feeb SP/MS indica aceitação da proposta; assembleias devem ser realizadas até segunda-feira (10)

Depois de uma negociação que se estendeu por quase três meses, os financiários conquistaram a garantia de todos os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) por dois anos. Em negociação realizada na manhã desta quarta-feira (5), de forma híbrida, a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) apresentou uma proposta de reajuste de 9% nos salários e nas cláusulas econômicas e reajuste de 12% nos vales alimentação e refeição, além de reajuste de 11,9% nos valores fixos, teto e parcela adicional da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e Vale Abono de R$ 800,00.

Para 2023, a proposta de reajuste pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) + 0,3% de aumento real, exceto para PLR que será reajustada somente pelo INPC do período. A manutenção das cláusulas sociais é válida para os dois anos.

A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) foi representada pelo dirigente Walmir Gomes e pelo secretário geral, Reginaldo Breda.

“Mesmo diante das dificuldades colocadas pelas financeiras e da demora nas negociações, chegamos a um término positivo, com ganhos reais nos vales, reajuste pela inflação na PLR, e aumento real nas cláusulas econômicas 2023. Seguimos agora  para a votação da proposta nas assembleias e logo mais para a formalização do acordo″, disse Breda.

Além das questões econômicas, ficou acertada a criação de grupos de trabalho para a discussão de temas relevantes, como a organização do ramo financeiro, a participação nos lucros e resultados, a regulamentação do teletrabalho, entre outros assuntos de interesse na categoria.

Os sindicatos de todo o Brasil devem realizar as assembleias de avaliação da proposta até a próxima segunda-feira (10).

Para votar, os financiários devem acessar o link da Plataforma VotaBem ou link disponibilizado pelo seu sindicato.

Veja a proposta completa

Contraf Cut, com edição Feeb SP/MS

Notícias Relacionadas

Caixa propõe usar GDP na Promoção por Mérito

Na terceira rodada de negociação, Caixa rejeita proposta apresentada pelos representantes dos empregados e insiste na utilização da GDP O Grupo de Trabalho (GT) sobre Promoção por Mérito na Caixa Federal se reuniu ontem (29) com representantes do banco para a terceira reunião sobre o tema. A primeira ocorreu no último dia 10 e a […]

Leia mais

Vitória da Categoria: PL 1043 é retirado da pauta de votação

Projeto de Lei que autoriza a abertura das agências e o trabalho bancário aos sábados, domingos e feriados foi retirado da pauta de votação na CDC da Câmara dos Deputados; pressão da categoria foi fundamental O Projeto de Lei 1.043/2019, que autoriza a abertura de agências e o trabalho bancário aos sábados domingos e feriados foi […]

Leia mais

COE Bradesco discute minuta específica com Banco

Representantes reforçaram importância da liberação do auxílio academia Gympass Representantes dos empregados do Bradesco estiveram nesta terça-feira (29) reunidos com o banco para tratar da minuta específica. Entre as pautas foram tratadas questões relacionadas a melhorias no emprego, na educação e na saúde e bem-estar do funcionário. Durante a reunião representantes da Comissão de Organização […]

Leia mais

Sindicatos filiados