Financiários terão reajuste de 8,9% nas verbas econômicas

15.06.2021

Índice foi calculado após divulgação de alta histórica do INPC de maio O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do mês de maio ficou em 0,96%, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  Com isto, o índice acumulado para a data-base da categoria dos financiários, do período de […]

Índice foi calculado após divulgação de alta histórica do INPC de maio

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do mês de maio ficou em 0,96%, de acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Com isto, o índice acumulado para a data-base da categoria dos financiários, do período de junho de 2020 a maio 2021, ficou em 8,9%, base de cálculo para correção dos salários e as demais cláusulas econômicas. Também serão corrigidos os valores de PLR, previstos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2020/2022.

O reajuste de 8,9% será aplicado retroativo a 1º de junho de 2021, sobre os salários e auxílios praticados em 31 de maio de 2021.

“Uma conquista importante da categoria que se iniciou durante as negociações coletivas junto às financeiras. Dessa forma, estão garantidos, durante dois anos, a manutenção dos direitos dos trabalhadores, assim como a reposição de acordo com o INPC, que acumulou um índice histórico de alta", afirma Reginaldo Breda, secretário-geral da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Notícias Relacionadas

Financiários exigem fim de terceirizações e formalização do teletrabalho no setor

Movimento sindical também denunciou o aumento de contratações de correspondentes bancários, repassando os serviços para empresas que não cobrem os mesmos direitos reivindicados pela categoria Representantes dos trabalhadores financiários realizaram, nesta terça-feira (16), mais uma rodada da mesa de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), desta vez, para […]

Leia mais

COE Santander reitera defesa dos direitos dos empregados durante negociação com o banco

A garantia do emprego foi um dos principais temas reivindicados A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander deu início às negociações do acordo específico com o banco, na tarde desta terça-feira (16). A defesa dos direitos dos trabalhadores e a garantia do empregos foram os principais temas debatidos. O movimento sindical cobrou o […]

Leia mais

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12), e tema será tratado durante período de renovação da CCT. O Banco do Brasil se comprometeu a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024 e a negociar a pauta durante o […]

Leia mais

Sindicatos filiados