Funcionários do Banco do Brasil entregam reivindicações à Cassi em Brasília

05.07.2024

A representante da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS), Maria Aparecida (a Cida), participou na última quinta-feira (04/07) da entrega da minuta específica de reivindicações do movimento sindical para a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi). O documento, que foi aprovado no 34ª […]

A representante da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS), Maria Aparecida (a Cida), participou na última quinta-feira (04/07) da entrega da minuta específica de reivindicações do movimento sindical para a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi).

O documento, que foi aprovado no 34ª Congresso Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil, em junho, foi entregue na sede da Cassi pelos dirigentes sindicais, que são membros da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) – e uma vez que o grupo estava em Brasília para a segunda mesa de negociação da Campanha Nacional 2024.

“O papel da Comissão de Empresa dos Funcionários (CEBB) é apresentar e negociar propostas para à Cassi, que atendam os necessidades dos participantes. A Cassi, é preciso sempre lembrar, é uma instituição mantida/financiada pelos funcionários”, diz Cida.

A principal demanda dos funcionários é a ampliação da rede credenciada da Cassi e das unidades da CliniCassi. Também foi debatida a importância de reavaliar o custeio da Caixa de Assistência, uma demanda que a CEBB levará à mesa específica de negociações com o Banco do Brasil.

Outra pauta importante relacionada à Cassi é que seja para todos, inclusive funcionários incorporados e no pós-laboral para os funcionários que ingressaram depois de 2018. Esse assunto será tratado em mesa específica com o BB. “Quanto aos bancos incorporados, a responsabilidade em apresentar soluções para os planos de saúde é do BB. Queremos Cassi para Todos”, reforça a diretora do Sindicato.

Aumento no credenciamento
Os quatro diretores da Cassi presentes na reunião detalharam as ações em execução, destacando o foco no aumento do credenciamento e a preocupação com a prevenção de doenças entre os associados. Vale lembrar que a negociação sobre o plano é com a direção do BB. (Com informações Contraf-CUT)

Notícias Relacionadas

Financiários exigem fim de terceirizações e formalização do teletrabalho no setor

Movimento sindical também denunciou o aumento de contratações de correspondentes bancários, repassando os serviços para empresas que não cobrem os mesmos direitos reivindicados pela categoria Representantes dos trabalhadores financiários realizaram, nesta terça-feira (16), mais uma rodada da mesa de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), desta vez, para […]

Leia mais

COE Santander reitera defesa dos direitos dos empregados durante negociação com o banco

A garantia do emprego foi um dos principais temas reivindicados A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander deu início às negociações do acordo específico com o banco, na tarde desta terça-feira (16). A defesa dos direitos dos trabalhadores e a garantia do empregos foram os principais temas debatidos. O movimento sindical cobrou o […]

Leia mais

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12), e tema será tratado durante período de renovação da CCT. O Banco do Brasil se comprometeu a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024 e a negociar a pauta durante o […]

Leia mais

Sindicatos filiados