Governo e centrais sindicais vão se reunir na segunda-feira (19)

16.01.2015

Os ministros da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto; da Previdência Social, Carlos Gabas; do Planejamento, Nelson Barbosa; e do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, vão se reunir com os dirigentes de seis centrais sindicais para discutir as medidas anunciadas no fim de 2014, relacionadas à Previdência Social, ao seguro-desemprego e ao seguro defeso. […]

Os ministros da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto; da Previdência Social, Carlos Gabas; do Planejamento, Nelson Barbosa; e do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, vão se reunir com os dirigentes de seis centrais sindicais para discutir as medidas anunciadas no fim de 2014, relacionadas à Previdência Social, ao seguro-desemprego e ao seguro defeso. O encontro será realizado na próxima segunda-feira (19), às 14h, no Escritório da Presidência da República, em São Paulo (SP).

Nesta reunião estarão presentes os dirigentes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Força Sindical, Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), União Geral dos Trabalhadores (UGT) e Nova Central Sindical de Trabalhadores. Em reunião dos dirigentes sindicais realizada na sede da CUT na terça-feira (13), os sindicalistas, por unanimidade, decidiram que vão exigir do Governo a suspensão imediata das medidas provisória 664/2014 e 665/2014, que retiram direitos da classe trabalhadora,. Além disso, ficou decidido que no dia 28 será declarado Dia nacional de Luta dos Trabalhadores e que no dia 26 de fevereiro haverá uma grande marcha dos trabalhadores contra as ações do Governo e também para cobrar o fim do Fator Previdenciário. 40 horas semanais sem redução de salário, entre outros temas que fazem parte da agenda dos trabalhadores.

Fonte: UGT

 

Notícias Relacionadas

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12), e tema será tratado durante período de renovação da CCT. O Banco do Brasil se comprometeu a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024 e a negociar a pauta durante o […]

Leia mais

Financiários cobram igualdade salarial e de oportunidades para mulheres e negros no setor

Com base em levantamento do Dieese, trabalhadores e trabalhadoras mostraram distorções salariais de gênero e raça Representantes dos financiários, no movimento sindical, se reuniram, nesta sexta-feira (12), com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), para cobrar igualdade de oportunidades no setor. O encontro faz parte das negociações da Campanha Nacional […]

Leia mais

Nota da Feeb SP/MS sobre a destituição de gerentes da Caixa Asset

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) manifesta sua profunda preocupação com a recente destituição de três gerentes da Caixa Asset, subsidiária da Caixa Econômica Federal responsável pela gestão de ativos. Esses gerentes foram removidos de seus cargos após recusarem-se a aprovar uma operação de […]

Leia mais

Sindicatos filiados