GT Saúde Caixa: Banco projeta custos maiores que consultoria e representantes dos empregados seguem cobrando informações

21.06.2021

Apesar das divergências de dados, tratativas seguem na próxima terça-feira (22) Com a permanência do impasse sobre os custos do Saúde Caixa, projetados pelo banco para o próximo exercício, representantes dos empregados no GT sugeriram que fossem analisados modelos baseados nos cálculos do banco, assim como o modelo apresentado pela Consultoria atuarial, que assessora os […]

Apesar das divergências de dados, tratativas seguem na próxima terça-feira (22)

Com a permanência do impasse sobre os custos do Saúde Caixa, projetados pelo banco para o próximo exercício, representantes dos empregados no GT sugeriram que fossem analisados modelos baseados nos cálculos do banco, assim como o modelo apresentado pela Consultoria atuarial, que assessora os representantes dos empregados.

A medida foi apresentada durante a última reunião do GT com intuito de dar sequência às tratativas na busca do melhor formato de custeio do plano, e deve ser aplicado a partir de 2022.

Até então, os valores apresentados pela Caixa são superiores aos que constam no relatório da consultoria atuarial.

Além de apresentar valores menores que os da instituição a assessoria dos representantes dos empregados aponta para a necessidade de melhorias da gestão do plano como forma de reduzir os custos.

A representante da FEEB-SP/MS no GT, Lilian Minchin, afirma que as divergências de informações entre o banco e a assessoria atuarial podem superestimar as projeções e lembra do compromisso de prestar informações, assumido pelo banco durante a Campanha Salarial. "É fundamental que as informações sejam equivalentes e a assessoria atuarial disponha dos mesmos dados por meio dos quais a instituição realizou as projeções. Números superestimados podem induzir a erro e inviabilizar as propostas. Além disso, a Caixa precisa cumprir o que ficou combinado na Campanha Salarial e prestar todas as informações necessárias", afirma.

Notícias Relacionadas

Saúde, segurança, metas e violência contra as mulheres pautam reunião das Financeiras

Coletivo Nacional dos Financiários e Acrefi voltam à mesa de negociação pela Campanha Nacional 2024 Na tarde desta sexta-feira (19), o Coletivo Nacional dos Financiários da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) realizou mais uma rodada de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi). A pauta do […]

Leia mais

Quarta mesa de negociação do BB discute diversidade e igualdade de oportunidades

Para Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Banco do Brasil deu sinais de avanços importantes na reunião Na manhã desta sexta-feira (19), em São Paulo, foi realizada a quarta mesa de negociação específica da Campanha Nacional 2024 para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do Banco do Brasil. A pauta principal […]

Leia mais

CEE Caixa realiza nova rodada de negociações focada em diversidade e igualdade de oportunidades

Além de diversidade e igualdade, foram discutidos temas como FUNCEF, escala de férias, telefone celular e escola inclusiva A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal conduziu nesta sexta-feira (19) mais uma mesa de negociação para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) dos empregados da instituição. O tema central da discussão […]

Leia mais

Sindicatos filiados