Líder do governo pede retirada do PDL 342 da pauta

27.08.2021

Tuitaço ocorreu para pedir o apoio dos senadores para a aprovação do projeto Bancárias e Bancários de todo o país foram às redes nesta semana para pedir a aprovação do PDL 342. O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 342/2021 (aprovado na Câmara dos Deputados como PDC 956/2018, de autoria da deputada federal Erika Kokay – […]

Tuitaço ocorreu para pedir o apoio dos senadores para a aprovação do projeto

Bancárias e Bancários de todo o país foram às redes nesta semana para pedir a aprovação do PDL 342. O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 342/2021 (aprovado na Câmara dos Deputados como PDC 956/2018, de autoria da deputada federal Erika Kokay – PT/DF), que susta os efeitos da resolução 23 da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR) deveria ser votado na última quarta-feira  (25). Na data, um tuitaço com o uso das hashtags #AprovaPDL342, #PedroGuimarãesNãoMexaNoSaúdeCaixa e #SaúdeCaixaSimCGPARNão, ocorreu para pedir aos senadores a aprovação do projeto.

O pedido da retirada da pauta da votação foi feito logo no início da sessão pelo líder do governo Bolsonaro no Senado, senador Fernando Bezerra (MDB-PE). Para o movimento sindical, o ato representou uma manobra para adiar a aprovação do projeto que susta os efietos da CGPAR 23. 

De acordo com o senador, um parecer do Ministério da Economia contrário ao projeto afirma que o PDL 342 pode causar impactos elevados nas contas das estatais. O pedido de retirada da pauta foi feito em acordo com o relator do projeto na casa, senador Romário (PL-RJ). Romário salientou que a informação passada pelo líder do governo era uma novidade e que ele espera conseguir conversar com o Ministro da Economia para que, na próxima semana, o projeto possa voltar ao Plenário. O presidente do Senado, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), acatou o pedido e informou que o PDL será retirado de pauta para possibilitar o amadurecimento da matéria até a próxima semana. 

Para o movimento sindical, a justificativa de que o PDL 342 causa custos elevados é a mostra do descomprometimento do governo com a saúde dos trabalhadores. 

O PDL 342/2021 foi aprovado na Câmara dos Deputados como PDC 956/2018, de autoria da deputada federal Erika Kokay (PT/DF).

Notícias Relacionadas

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Bancários do Santander participam de Assembleia nesta quinta-feira (22/9)

Votação acontece em plataforma eletrônica das 8h às 20h Nesta quinta-feira (22), bancários do Santander de todo o país participam de Assembleias para avaliar o Acordo Coletivo de Trabalho, o Acordo Coletivo de Trabalho sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PPRS) e o Termo de Relações Laborais, todos com validade por dois anos. Os […]

Leia mais

Sindicatos filiados