Movimento Sindical lança pesquisa para conhecer doenças dos trabalhadores do ramo financeiro

04.10.2023

A atividade faz parte da Campanha Menos Metas, Mais Saúde O movimento sindical, por meio da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em conjunto com pesquisadores do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília (UNB), lança a pesquisa “Avaliação dos Modelos de Gestão e das Patologias do Trabalho Bancário”. De acordo com os […]

A atividade faz parte da Campanha Menos Metas, Mais Saúde

O movimento sindical, por meio da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em conjunto com pesquisadores do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília (UNB), lança a pesquisa “Avaliação dos Modelos de Gestão e das Patologias do Trabalho Bancário”. De acordo com os representantes da categoria, o objetivo é analisar a relação entre os modelos de gestão adotados pelos bancos e o adoecimento dos trabalhadores do ramo financeiro. A pesquisa faz parte das ações da Campanha Menos Metas, Mais Saúde e o movimento sindical alerta para a participação ativa da categoria.

“É muito importante a participação de todos, assim como a ampla divulgação. Quanto mais pessoas responderem, mais precisas serão as análises das condições de trabalho, da identificação dos problemas e melhor será a elaboração da proposta de soluções visando melhores condições para a categoria”, explica Reginaldo Breda, secretário geral da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS).

A pesquisa analisará questões como regras formais, tempo, ritmo, controle e características das tarefas; condições físicas de trabalho, como infraestrutura, ambiente físico, qualidade do posto de trabalho, equipamentos e materiais, entre eles, aplicativos e sistemas; além das condições sociais, como relações socioprofissionais de trabalho,  interações hierárquicas, coletivas intra e intergrupos e externas presencial e virtual.

De acordo com a equipe idealizadora da pesquisa, a ação busca o aperfeiçoamento das ferramentas do movimento sindical bancário para contrapor os repetidos argumentos patronais de isenção quanto ao adoecimento da categoria, frente a um crescente número de casos. Além das respostas contribuírem diretamente para a construção de um ambiente de trabalho mais saudável no setor bancário, o resultado possibilitará a elaboração de um relatório técnico que guiará as ações sindicais e organizacionais para combater riscos psicossociais e promover a saúde de todos os envolvidos.

Saiba como responder

A pesquisa estará disponível até o dia 31 de outubro de 2023. Para participar os interessados devem clicar aqui.

A Feeb SP/MS, representada por sua diretoria, reforça a importância da participação dos dirigentes sindicais na divulgação, compartilhamento do link em grupos de mensagens (WhatsApp ou Telegram) ou SMS, via e-mail ou, de forma mais ampla, nos meios de comunicação de seu sindicato e município.

O questionário leva, em média, 20 minutos para ser respondido. Além das perguntas relacionadas ao ambiente físico de trabalho, a pesquisa busca registrar a ocorrência de adoecimento, inclusive mental, eventuais acompanhamentos médicos, uso de medicação e afastamentos do trabalho.

Todas as respostas coletadas serão preservadas com a garantia de sigilo e direcionadas automaticamente aos pesquisadores envolvidos, que terão a tarefa de estabelecer as métricas das amostras por região, por estados da federação, por indicadores socioeconômicos (sexo, escolaridade, idade, raça, escolaridade, estado civil, cargo, forma de contratação e por banco).

Notícias Relacionadas

SANTANDER: Banco anuncia avanços em reunião com representantes dos funcionários

Negociações com a COE avança em medidas de benefício e capacitação O Santander anunciou nesta quinta-feira (22), durante a reunião com representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE) Santander, avanços em medidas que beneficiam os funcionários. O encontro ocorreu em formato híbrido e contou com a participação de representantes dos funcionários e do banco. […]

Leia mais

BB prioriza diversidade na expansão das Gepes

Mulheres, negros, indígenas e PcDs terão prioridade no programa que irá dobrar a rede de Gestão de Pessoas O Banco do Brasil anunciou, nesta quarta-feira (21), um programa de expansão da rede de Gestão de Pessoas (Gepes). Durante a reunião com membros da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), o banco […]

Leia mais

COE do Bradesco discute reestruturação no banco

 Sindicato expressa preocupação com direção futura da instituição financeira A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco se reuniu na última terça-feira (20), na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em São Paulo, para discutir a reestruturação anunciada pelo novo presidente do banco, Marcelo Noronha, em 7 de fevereiro, sem […]

Leia mais

Sindicatos filiados