MP de Sorocaba vai pessoalmente garantir direito de greve ao sindicato

21.09.2016

No dia 20 de setembro, aconteceu um fato inusitado em Sorocaba. Profissionais do Ministério Público (MP) da cidade estão indo, pessoalmente, nas agências bancárias para garantir o direito de greve ao movimento sindical e aos funcionários. O MP está multando os bancos que não estão seguindo o previsto pelo direito de greve. A atitude do […]

No dia 20 de setembro, aconteceu um fato inusitado em Sorocaba. Profissionais do Ministério Público (MP) da cidade estão indo, pessoalmente, nas agências bancárias para garantir o direito de greve ao movimento sindical e aos funcionários. O MP está multando os bancos que não estão seguindo o previsto pelo direito de greve.

A atitude do MP vem em um momento propício, depois da chefia do banco Bradesco de Itu usar a polícia para coagir os funcionários a entrar trabalhar, furando a greve. Para Julio Cesar Machado, presidente do Sindicato dos Bancários de Sorocaba, o MP está fazendo um ótimo trabalho ao garantir um direito dos funcionários, conquistado legalmente. “Se existe o direito, ele deve ser respeitado. E para isso, o MP nos garantiu que, se for o caso, temos autorização até mesmo para acionar a polícia para que esse direito seja resguardado. Isso se opõe à atitude do Bradesco de Itu, que fez justamente o contrário”.

Sindicato de Sorocaba pede apoio à greve para a Câmara Municipal da cidade

O Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região enviou ofício à Câmara Municipal de Sorocaba, na tarde de sexta-feira (16/09), pedindo apoio à greve dos bancários por parte dos vereadores da casa.

“Nossa greve chegou num ponto que exige atenção do poder público. No documento, explicamos ao presidente da Câmara, vereador José Francisco Martinez, que os bancos têm condições de contemplar a categoria com um reajuste mais digno e no entanto, não o faz, prejudicando toda uma população, desnecessariamente. Explicamos também que outras categorias já fecharam acordos com índices de 9%, enquanto os bancos pisam firme nos 7%. Pedimos aos vereadores apoio público à nossa causa”, explica Julio Cesar Machado, presidente do Sindicato dos Bancário de Sorocaba e Região.
O documento foi entregue pessoalmente.

Fonte: Juliana Alonço – SEEB Sorocaba

Notícias Relacionadas

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12), e tema será tratado durante período de renovação da CCT. O Banco do Brasil se comprometeu a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024 e a negociar a pauta durante o […]

Leia mais

Financiários cobram igualdade salarial e de oportunidades para mulheres e negros no setor

Com base em levantamento do Dieese, trabalhadores e trabalhadoras mostraram distorções salariais de gênero e raça Representantes dos financiários, no movimento sindical, se reuniram, nesta sexta-feira (12), com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), para cobrar igualdade de oportunidades no setor. O encontro faz parte das negociações da Campanha Nacional […]

Leia mais

Nota da Feeb SP/MS sobre a destituição de gerentes da Caixa Asset

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) manifesta sua profunda preocupação com a recente destituição de três gerentes da Caixa Asset, subsidiária da Caixa Econômica Federal responsável pela gestão de ativos. Esses gerentes foram removidos de seus cargos após recusarem-se a aprovar uma operação de […]

Leia mais

Sindicatos filiados