Novo formato de atendimento do Itaú é questionado pelo COE

08.07.2020

Em reunião nesta quarta-feira, 08, a Comissão de Organização dos Empregados do Itaú (COE-Itaú) voltou a discutir com o Banco a transformação de alguns caixas em agentes de negócios, novo formato de atendimento que começou a ser testado em julho, em São Paulo. Durante a videoconferência, a Comissão reivindicou ao banco que todos os caixas […]

Em reunião nesta quarta-feira, 08, a Comissão de Organização dos Empregados do Itaú (COE-Itaú) voltou a discutir com o Banco a transformação de alguns caixas em agentes de negócios, novo formato de atendimento que começou a ser testado em julho, em São Paulo.

Durante a videoconferência, a Comissão reivindicou ao banco que todos os caixas sem a CPA-10 tenham a mesma oportunidade de fazer a Certificação, com a possibilidade do Banco arcar com os custos.

De acordo com o Itaú, atualmente são 10.050 caixas em todo o Brasil. Destes, 55% já tem a Certificação Profissional ANBIMA – Série 10 (CPA-10), exigência mínima para a alteração.

A COE Itaú questionou, também, o futuro do programa AGIR, ligado à remuneração variável dos funcionários do Itaú, e o Trilhas de Carreira, mecanismo de avaliação trimestral dos caixas, para os funcionários que mudarem de cargo.

O Banco se comprometeu a responder às reivindicações na próxima reunião e garantiu que não terá prejuízo quanto à remuneração dos caixas.

Além destas, a COE levantou ainda, a pauta do home office e de acordo com o banco, a modalidade permanece até o dia 2 de setembro. Antes disso, deve haver nova discussão sobre o assunto. O Itaú destacou também que não haverá mais fechamento de agências. E com relação à cláusula 29 da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), o Banco garantiu estar cumprindo-a. A cláusula refere-se à complementação do salário de quem já tem a concessão do benefício e o adiantamento do salário para quem ainda aguarda a perícia.

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul participou do encontro representada pelo Secretário Geral, Reginaldo Breda.

“Foi importante para reafirmarmos nossas reivindicações. O novo modelo de atendimento tem gerado questionamentos por parte dos bancários. Acredito ser o momento, enquanto representação dos empregados do Itaú, de abordarmos estes temas e lutarmos pela garantia dos benefícios do bancário, tanto na questão da remuneração, como na questão da saúde”, destaca Breda. 

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados