Procon apura aumento nas taxas cobradas em linhas a pessoa física

10.09.2013

Os juros cobrados pelos bancos no cheque especial e no empréstimo pessoal subiram em setembro na comparação com agosto. De acordo com pesquisa realizada pela Fundação Procon-SP no último dia 3, a taxa média mensal do cheque especial passou de 7,98% para 8,03%, enquanto a taxa média do empréstimo pessoal foi de 5,24% para 5,27%. […]

Os juros cobrados pelos bancos no cheque especial e no empréstimo pessoal subiram em setembro na comparação com agosto. De acordo com pesquisa realizada pela Fundação Procon-SP no último dia 3, a taxa média mensal do cheque especial passou de 7,98% para 8,03%, enquanto a taxa média do empréstimo pessoal foi de 5,24% para 5,27%. O levantamento envolveu sete instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander. 

Segundo o Procon-SP, as altas verificadas nas taxas de cheque especial ocorreram no Banco do Brasil, que alterou a taxa para essa modalidade de 5,91% para 6,02% ao mês; no Bradesco, de 8,86% para 8,90% ao mês; na Caixa, de 4,27% para 4,41% ao mês; e no Santander, de 9,99% para 10,09% ao mês. As demais instituições mantiveram os percentuais relacionados ao cheque especial. 

No caso das taxas do empréstimo pessoal, as altas ocorreram no Banco do Brasil, de 4,36% para 4,46% ao mês; no Bradesco, de 6,23% para 6,27% ao mês; e no Santander, de 5,91% para 5,99% ao mês. Os demais bancos mantiveram suas cobranças de empréstimo pessoal. 

As menores taxas de empréstimo pessoal e de cheque especial foram verificadas na Caixa, 3,51% e 4,41% ao mês, respectivamente. Já a taxa mais alta de empréstimo pessoal foi encontrada no Bradesco (6,27%) e a maior taxa na modalidade de cheque especial foi verificada no Santander (10,09%). 

Conforme o Procon-SP, os dados no levantamento se referem a taxas máximas prefixadas para clientes (pessoa física) não preferenciais, independente do canal de contratação. Para o cheque especial foi considerado o período de 30 dias. Para o empréstimo pessoal, o prazo de contrato é de 12 meses. 

Ainda segundo a Serasa Experian, o número de consumidores que buscaram crédito no mês passado foi 5,5% menor do que em julho. De acordo com o Indicador da Demanda do Consumidor por Crédito, na comparação de agosto com igual mês de 2012 a queda foi de 3,3%. No entanto, no acumulado de janeiro a agosto, a demanda dos consumidores por crédito cresceu 4,7% na comparação com o mesmo período de 2012. 

Para economistas da empresa, a alta do dólar e dos juros e o menor grau de confiança dos consumidores contribuíram negativamente para a demanda por crédito. A maior queda se deu entre consumidores de baixa renda. Aqueles que ganham até R$ 500 por mês reduziram a demanda por crédito em 8,2%. 

Fonte: DCI com agências

LEIA TAMBÉM
Juros do cheque especial sobem em setembro

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados