Santander é o mais reclamado no ranking do BC

15.07.2013

Itaú, Banco do Brasil, Caixa e Banrisul também estão entre os primeiros da lista Em junho, total de queixas foi quase 2% maior que o número registrado em maio O número de queixas contra os bancos voltou a subir no mês passado, depois de registrar redução de abril para maio, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira […]

Itaú, Banco do Brasil, Caixa e Banrisul também estão entre os primeiros da lista
Em junho, total de queixas foi quase 2% maior que o número registrado em maio

O número de queixas contra os bancos voltou a subir no mês passado, depois de registrar redução de abril para maio, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira pelo Banco Central (BC). Os consumidores encaminharam à instituição 2.406 reclamações procedentes, um aumento de 1,9% em relação às 2.361 registradas no mês de maio.

O Santander foi o banco mais reclamado pelo quinto mês seguido. O ranking de reclamações reúne as queixas contra os bancos com mais de um milhão de clientes.
O critério do BC para produzir o ranking considera o número de reclamações procedentes (que infringem normas do Conselho Monetário Nacional (CMN) ou do próprio BC) dividido pelo número de clientes protegidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), multiplicado por 100 mil. A partir dessa conta, chega-se a um índice.

O banco Santander recebeu 557 reclamações procedentes e contava com 23,1 milhões de clientes sob as garantias do FGC. Com isso, o índice do banco encerrou o mês de junho em 2,41. Em segundo lugar na lista de reclamações ficou o Itaú Unibanco, com índice de 1,47 – foram 383 reclamações para 25,9 milhões de clientes. Em terceiro, aparece o Banco do Brasil, com índice de 1,24. O banco estatal teve 433 reclamações divididas entre 34,6 milhões de clientes. A Caixa Econômi a Federal surge na quarta posição, com índice de 0,95 – foram computadas 509 reclamações para um universo de 53,2 milhões de correntistas. O Banrisul foi o quinto mais reclamado com índice de 0,78. Foram 18 reclamações para 2,3 milhões de clientes.

No ranking sobre o tipo de reclamações, os débitos não autorizados lideram a lista, com 413 ocorrências. Nesse caso, o Santander também apareceu em primeiro, acumulando 114 queixas, seguido pela Caixa (97) e pelo BB (88).

O segundo maior número de reclamações foi registrado em relação à prestação irregular de conta-salário, com 311 queixas. E a cobrança de tarifas irregulares, por serviço não contratado, teve 170 ocorrências.

Fonte: O Globo 

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados