Santander realiza assembleias para votar banco de Horas, PPRS e PLR

01.09.2020

Bancários do Santander estarão reunidos nesta quinta-feira, 03, em Assembleia virtual para votarem pautas como o Banco de Horas Negativas, o Aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e o Programa da Participação nos Resultados Santander 2020/2022 (PPRS), visando regrar a antecipação da Participação nos Lucros e Resultados 2020 (PLR). As assembleias ocorrem entre 8h […]

Bancários do Santander estarão reunidos nesta quinta-feira, 03, em Assembleia virtual para votarem pautas como o Banco de Horas Negativas, o Aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e o Programa da Participação nos Resultados Santander 2020/2022 (PPRS), visando regrar a antecipação da Participação nos Lucros e Resultados 2020 (PLR). As assembleias ocorrem entre 8h e 20h.

Banco de Horas
O Banco de Horas Negativas, programa de controle de horas para funcionários afastados do trabalho em decorrência da pandemia do novo coronavírus, inclui proposta de desconto de 10% no saldo, não desconto de horas para funcionários desligados sem justa causa ou por motivo de aposentadoria, compensação de horas no período de 12 meses, a partir de janeiro de 2021 e, no máximo, duas horas por dia. O acordo estará em vigor no período de 1º de abril deste ano a dezembro de 2021.

Devolução de desconto
O Banco aceitou proposta da Comissão de Organização dos Empregados (COE) e irá devolver aos desligados em agosto os valores descontados na rescisão contratual, referentes às horas negativas durante a pandemia. O crédito deverá ocorrer neste mês de setembro. Vale lembrar que antes do mês de agosto não ocorreu desconto de horas negativas.

PLR
Com relação à PLR a defesa da comissão é por sua antecipação aos bancários e financiários. O Banco aceitou antecipar a PLR em sua totalidade no dia 30 deste mês de setembro.
Para a representante da Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP MS), Patrícia Bassanin, a orientação é pela aprovação do acordo. “Orientamos pela aprovação do acordo sobre o Banco de Horas Negativas, negociado desde o mês de julho, bem como do aditivo referente ao PPRS e a PLR, pois entendemos que mesmo não conseguindo a totalidade das reivindicações, avançamos muito em relação à proposta inicial do banco e entendemos que são bons acordos para a categoria”, destaca.
 

Notícias Relacionadas

Financiários exigem fim de terceirizações e formalização do teletrabalho no setor

Movimento sindical também denunciou o aumento de contratações de correspondentes bancários, repassando os serviços para empresas que não cobrem os mesmos direitos reivindicados pela categoria Representantes dos trabalhadores financiários realizaram, nesta terça-feira (16), mais uma rodada da mesa de negociações com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), desta vez, para […]

Leia mais

COE Santander reitera defesa dos direitos dos empregados durante negociação com o banco

A garantia do emprego foi um dos principais temas reivindicados A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander deu início às negociações do acordo específico com o banco, na tarde desta terça-feira (16). A defesa dos direitos dos trabalhadores e a garantia do empregos foram os principais temas debatidos. O movimento sindical cobrou o […]

Leia mais

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12), e tema será tratado durante período de renovação da CCT. O Banco do Brasil se comprometeu a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024 e a negociar a pauta durante o […]

Leia mais

Sindicatos filiados