Sindicato completa 67 anos de luta

27.02.2021

Com informações: Sindicato dos Bancários de Campinas  O Sindicato dos Bancários de Campinas e Região foi fundado em 27 de fevereiro de 1954. O embrião, no entanto, surgiu na agitada década de 30. Fundou-se o Sindicato mas sua existência foi curta. Por pressão dos banqueiros, os sindicalizados foram obrigados a se desligarem do quadro associativo. […]

Com informações: Sindicato dos Bancários de Campinas 

O Sindicato dos Bancários de Campinas e Região foi fundado em 27 de fevereiro de 1954. O embrião, no entanto, surgiu na agitada década de 30. Fundou-se o Sindicato mas sua existência foi curta. Por pressão dos banqueiros, os sindicalizados foram obrigados a se desligarem do quadro associativo. O que forçou o fechamento da entidade.

Na década de 40 surge o Clube dos Bancários. Como seu objetivo principal era a recreação, os bancários de Campinas, para não ficarem sem uma entidade que defendesse seus direitos, filiaram-se no Sindicato de São Paulo.

Após a histórica greve de 1951, a categoria volta a discutir a necessidade da criação de um Sindicato na cidade. No 1º Congresso Paulista dos Bancários, realizado nos dias 27 e 28 de setembro de 1952, foi recomendado pela diretoria do Sindicato dos Bancários de São Paulo a fundação do Sindicato em Campinas, assim como em Santos, Ribeirão Preto e Marília.


Foto: Divulgação Sindicato Bancários Campinas 

O objetivo dessa orientação, além da melhor organizar a categoria, era alcançar o número mínimo de cinco sindicatos para a fundação da Federação dos Bancários.

No dia 8 de janeiro de 1953, em assembleia da categoria, foi fundada a Associação dos Bancários de Campinas, primeira etapa legal para criação do Sindicato. O bancário Acácio de Gama Antunes foi eleito presidente da Associação. Poucos meses depois, Acácio pediu exoneração do cargo porquê foi transferido para a agência do Banco do Brasil em Santos. Por deliberação da diretoria, assumiu a presidência o suplente Otávio da Silva Leme.

Em nova assembleia, no dia 7 de maio de 1953, foi aprovado o Estatuto da entidade e a diretoria foi autorizada pelos bancários a registrar a Associação na Delegacia Regional do Trabalho, em São Paulo.

A partir do registro da Associação na DRT, que foi efetuado no dia 2 de junho de 1953, a luta foi pelo reconhecimento da entidade como Sindicato. Em menos de um ano, renascia no dia 27 de fevereiro de 1954 o Sindicato dos Bancários de Campinas.

Notícias Relacionadas

Semana reforçou a conscientização sobre o combate às LER/Dort

A data chama atenção para duas doenças que têm relação direta com o trabalho e que atingem milhões de brasileiros Nesta semana, no dia 28 de fevereiro (última quarta-feira) foi o Dia Mundial de combate às Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort). A data foi escolhida pela Organização Internacional […]

Leia mais

COE e Itaú discutem revisões nos programas de remuneração

Durante a reunião foram apresentadas modificações nos programas. O movimento sindical deve elaborar contraproposta em breve  A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú realizou nesta quarta-feira (28), em São Paulo, uma reunião com a direção do banco para debater questões relacionadas à remuneração dos funcionários. Durante o encontro, o banco apresentou alterações nos […]

Leia mais

Trabalhadores discutem futuro da Fundação Itaú-Unibanco

Em seminário promovido pela Contraf-CUT e COE Itaú trabalhadores debateram caminhos para aumentar representatividade na gestão do fundo de pensão Trabalhadoras e trabalhadores associados à Fundação Itaú-Unibanco se reuniram, nesta quinta-feira (29), em um seminário organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú, […]

Leia mais

Sindicatos filiados