Sindicatos e Bancários realizam tuitaço e mobilização nas unidades contra a reestruturação do BB

22.01.2021

Assembleias para aprovação de greve de 24h está prevista para a próxima semana Nesta quinta-feira (21), sindicatos filiados à Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul participaram de atos do “Dia Nacional de Luta”. A ação contra a reestruturação do Banco foi organizada pela Comissão de Empresa dos Funcionários […]

Assembleias para aprovação de greve de 24h está prevista para a próxima semana

Nesta quinta-feira (21), sindicatos filiados à Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul participaram de atos do “Dia Nacional de Luta”. A ação contra a reestruturação do Banco foi organizada pela Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Federações e Sindicatos e ocorreu em todo o país. Os protestos incluíram manifestações nas agências, postos de atendimentos e outras unidades do banco. Também foram realizadas lives e reuniões com os funcionários com a finalidade de explicar os impactos que o desmonte do banco causará para todo o país, principalmente para funcionários, clientes e usuários. Os sindicatos de Campinas, Rio Claro, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba e Tupã protestaram com o uso de faixas e cartazes que alertaram a população quanto aos impactos que a reestruturação trará.

Veja imagens dos protestos aqui.
O plano de reestruturação apresentado pela direção do BB prevê o fechamento de centenas de agências, postos de atendimento e escritórios, além da demissão de 5 mil funcionários.
Após o Dia Nacional de Luta serão realizadas assembleias para aprovar a greve de 24h no Banco, prevista para ocorrer no dia 29.

Tuitaço
Além das manifestações presenciais, o movimento sindical participou do tuitaço com a hashtag #MeuBBvalemais. Inúmeros perfis nas demais redes sociais também foram abastecidos com artes da campanha, fotos e vídeos.
“Além de denunciar à população o plano de desmonte do BB e as consequências que ele trará, o calendário de luta objetiva, ainda, defender a permanência do Banco do Brasil como instituição pública”, explica Jeferson Boava, presidente da Feeb SP/MS.
A manifestação online entrou para o top 10 do Twitter e o objetivo é ampliar ainda mais a campanha de modo que ela alcance o maior número de pessoas.

A CEBB organiza uma mobilização contra o plano de reestruturação da direção do BB junto com sindicatos e federações.

Paralisação
Uma paralisação de 24 horas está programada para ocorrer no próximo dia 29. “Entendemos que temos que gradativamente construir um processo de resistência a essa política de desmonte, o engajamento dos funcionários e da sociedade é fundamental”, declara Boava.
 

Notícias Relacionadas

Eleição Caref BB: Kelly Quirino recebe mais de 60% dos votos

Resultado ainda é preliminar, os números finais serão divulgados no dia 8 de fevereiro pela Comissão Eleitoral Kelly Quirino recebeu 60,70% dos votos para Caref BB no primeiro turno para o cargo que representará os funcionários no Conselho de Administração (CA) do Banco do Brasil, nos próximos dois anos. Com mais da metade dos votos, […]

Leia mais

O pioneirismo na luta pela previdência do trabalhador

Acompanhamos nesta semana a repercussão do Centenário da Previdência Social, completado no dia 24 de janeiro, mesmo dia em que é celebrado o Dia Nacional do aposentado. É fato que a criação da Lei Eloy Chaves, em 1923, foi imprescindível para o estabelecimento das bases do Sistema Previdenciário Brasileiro e o surgimento das Caixas de […]

Leia mais

24 de janeiro de 2023, Centenário da Previdência Social

O dia 24 de janeiro de 2023 marca o centenário da Previdência Social do Brasil, um conjunto de benefícios que teve como base a criação da Lei Eloy Chaves, em 1923. A medida estabeleceu as bases do Sistema Previdenciário Brasileiro ao criar as Caixas de Aposentadorias e Pensões (CAP), na época, destinada apenas aos empregados […]

Leia mais

Sindicatos filiados