Sindicatos e Mercantil negociam PLR, bolsa de estudo e controle da jornada

10.05.2021

Por Sindicato dos Bancários de Campinas Após três rodadas virtuais de negociação, a Comissão de Organização dos Empregados (COE) e o Banco Mercantil do Brasil concluíram o acordo coletivo sobre Programa Próprio de PLR, Auxílio Educacional 2021 e Ponto Eletrônico, no dia 6 deste mês de maio. A seguir, os principais pontos. Programa Próprio (PP) […]

Por Sindicato dos Bancários de Campinas

Após três rodadas virtuais de negociação, a Comissão de Organização dos Empregados (COE) e o Banco Mercantil do Brasil concluíram o acordo coletivo sobre Programa Próprio de PLR, Auxílio Educacional 2021 e Ponto Eletrônico, no dia 6 deste mês de maio. A seguir, os principais pontos.

Programa Próprio (PP) de PLR: não desconto do PP do adicional de PLR previsto na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT); revisão anual do acordo em função da pandemia de Covid-19; aumento no limite dos múltiplos salariais dos escriturários de agências, passando de 1,7 salário para 2 salários, no caso de atingir as metas; redução de R$ 12.500 milhões da meta anual, que passou de R$ 250 milhões para R$ 237.500 milhões, com gatilho de 80% das metas. Ou seja, os funcionários passam a receber quando a meta atingir R$ 190 milhões.

Bolsa Educacional: Aumento no limite e valor. Antes eram concedidas 100 bolsas de R$ 250,00; a partir do novo acordo, 120 bolsas de R$ 280,00. Os funcionários contemplados terão direito na 12 parcelas, no ano.

Ponto eletrônico: controle alternativo da jornada. Cabe destacar que o acordo específico sobre o ponto eletrônico já está em vigor em Belo Horizonte.

Compromisso

O Mercantil do Brasil se comprometeu em aderir à cláusula 61ª da CCT, que prevê “mecanismos de prevenção de conflitos no ambiente de trabalho”. E mais: concordou em construir uma agenda em conjunto com os sindicatos para discutir a adesão às cláusulas da CCT (da 48ª a 55ª), que tratam da “prevenção à violência contra a mulher”.

Avaliação

Para a representante da Federação dos Bancários dos Estados de SP/MS, Maria Aparecida da Silva (Cida), que participou das rodadas de negociação, o acordo “contempla reivindicações dos bancários”. A diretora do Sindicato informa que o novo acordo será submetido à apreciação dos funcionários em assembleia virtual, a ser convocada.

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados