Sindicatos realizam terceira rodada de negociação com Mercantil do Brasil

05.11.2021

Banco limita indenização e demais reivindicações Nesta quinta-feira (4), sindicatos dos bancários realizaram a terceira rodada de negociação com o Banco Mercantil do Brasil. A categoria reforçou a defesa pela indenização dos funcionários demitidos e demais direitos como a permanência por mais dois meses (após o desligamento), de benefícios como vale refeição e alimentação e […]

Banco limita indenização e demais reivindicações

Nesta quinta-feira (4), sindicatos dos bancários realizaram a terceira rodada de negociação com o Banco Mercantil do Brasil. A categoria reforçou a defesa pela indenização dos funcionários demitidos e demais direitos como a permanência por mais dois meses (após o desligamento), de benefícios como vale refeição e alimentação e seguro de vida. O fim das demissões, com a requalificação dos profissionais que seriam demitidos para reaproveitamento em outras áreas do próprio banco, também foi reforçado.

As reivindicações foram iniciadas no dia 21 de outubro, quando o banco sinalizou a possível indenização aos funcionários. No dia 27, a conversa foi retomada e avançou para a possibilidade de reajuste do valor do Programa de Requalificação, previsto na cláusula 64ª da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e para a ampliação do prazo de assistência médica prevista na cláusula 42ª da CCT, por mais seis meses.

Na tarde de ontem, o banco informou que as propostas apresentadas não contemplam todos os demitidos e se limitam apenas aos cargos de gerentes administrativos e supervisores administrativos. A representação dos trabalhadores recusou a proposta. Após impasses, uma nova rodada de negociação ficou agendada para o dia 11 de novembro. “Inúmeros funcionários foram prejudicados com as demissões. Nosso papel enquanto representantes da categoria é defender todos os trabalhadores”, explica o secretário geral da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, Reginaldo Breda.

Dia de luta
Na data da terceira rodada de negociação com o banco, os sindicatos realizaram protestos nas redes sociais e nas intermediações bancárias. Bancários foram às redes e protestaram com as hashtags #MercantilSemCompromisso e #MercantilSemCompromissoComVocê.
Pessoalmente, nas proximidades dos ambientes bancários, ocorreram distribuição de informativo sobre as decisões do banco e orientação aos clientes sobre as demissões e transformação de agências em postos de atendimento bancário (PAAs).

Demissões
No mês de outubro, dezenas de demissões ocorreram por parte do banco. De acordo com o banco, as demissões fazem parte do processo de reestruturação com a transformação das agências em PAAs. Para a categoria, além de ser prejudicial para os trabalhadores, as decisões atingem diretamente os clientes, uma vez que a atuação principal do banco é o pagamento de benefícios da aposentadoria. “Com o número reduzido de funcionários na linha de atendimento, o tempo de espera pelo serviço é maior, o que prejudica idosos e demais usuários, que muitas das vezes precisam se deslocar por maiores distâncias e esperar mais tempo nas filas”, pontua Reginaldo Breda.

 

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados