Sorocaba: Sindicato fecha agência do Itaú por falta de ar-condicionado

06.03.2017

A agência 7432 do banco Itaú, na avenida General Carneiro, em Sorocaba, amanheceu fechada hoje, dia 6 de março, por falta de condições de trabalho. A ação é de responsabilidade do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região, que atendeu a uma denúncia anônima e averiguando os fatos, fechou a agência, que só ficou com […]


A agência 7432 do banco Itaú, na avenida General Carneiro, em Sorocaba, amanheceu fechada hoje, dia 6 de março, por falta de condições de trabalho. A ação é de responsabilidade do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região, que atendeu a uma denúncia anônima e averiguando os fatos, fechou a agência, que só ficou com o autoatendimento funcionando normalmente.

Conforme explica Julio Cesar Machado, presidente do sindicato, a agência em questão já estava – há vários dias – sem ar-condicionado, tornando o expediente bancário penoso tanto para funcionários quanto para clientes do banco. “Sorocaba passa por dias extremamente quentes e abafados. A falta de ar-condicionado numa agência, de um banco que recentemente se tornou o maior do país, é inadmissível”, frisa Julio, que também teve a colaboração e parceria do diretor do sindicato e funcionário do Itaú, Davi Paes, na ação de fechamento da agência. O local irá ficar com as portas fechadas até a normalização do funcionamento do sistema de refrigeração da agência.

Caixa

Agência sem as mínimas condições de trabalho também é fechada em Sorocaba

A agência Manchester Paulista da Caixa Econômica Federal, localizada na avenida Dr. Armando Pannunzio, em Sorocaba, recebeu a visita surpresa do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região hoje, dia 6 de março e a agência foi fechada por falta de condições de trabalho. Ocorre que a referida agência está sem condições de trabalho devido a vários problemas, entre eles a falta de água e de ar-condicionado.
A ação teve a participação dos diretores do sindicato, Renato Zamuner, Neli Dotto e Maria Aparecida Cassetari (também funcionária da Caixa). “É impossível um banco como a Caixa ficar sem as mínimas condições de trabalho, até água está faltando! Vergonhoso! Fechamos a agência até que a situação seja resolvida”, diz Maria Aparecida Cassetari.

Fonte: SEEB Sorocaba

 

Notícias Relacionadas

Banco do Brasil se compromete a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024

A garantia foi dada pela direção do banco na terceira mesa de negociação da Campanha Nacional 2024, nesta sexta-feira (12), e tema será tratado durante período de renovação da CCT. O Banco do Brasil se comprometeu a não mexer na gratificação dos caixas durante a Campanha Nacional 2024 e a negociar a pauta durante o […]

Leia mais

Financiários cobram igualdade salarial e de oportunidades para mulheres e negros no setor

Com base em levantamento do Dieese, trabalhadores e trabalhadoras mostraram distorções salariais de gênero e raça Representantes dos financiários, no movimento sindical, se reuniram, nesta sexta-feira (12), com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), para cobrar igualdade de oportunidades no setor. O encontro faz parte das negociações da Campanha Nacional […]

Leia mais

Nota da Feeb SP/MS sobre a destituição de gerentes da Caixa Asset

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) manifesta sua profunda preocupação com a recente destituição de três gerentes da Caixa Asset, subsidiária da Caixa Econômica Federal responsável pela gestão de ativos. Esses gerentes foram removidos de seus cargos após recusarem-se a aprovar uma operação de […]

Leia mais

Sindicatos filiados